Connect with us

Nossa Cidade

2ª fase da Campanha de Castração Animal 2016

Publicado

em

A Prefeitura de Sumaré, por meio das secretarias municipais de Defesa, Proteção e Preservação do Meio Ambiente e de Saúde, promoverá de sexta a domingo (20 a 22 de maio), a segunda etapa da Campanha de Castração Animal 2016 que, desta vez, atenderá 150 cães e gatos machos e fêmeas (50 animais por dia) de famílias de baixa renda da Região de Nova Veneza. A ação será realizada das 7 às 17 horas, na Praça do Parque da Amizade (conhecida como “Praça da Pista de Skate de Nova Veneza”).

Para participar da campanha, o tutor do animal deverá fazer a inscrição até a próxima sexta-feira (20 de maio), pessoalmente, na Secretaria de Meio Ambiente, localizada na Rua Eugenia Biancalana Duarte, nº 200, no Jardim Primavera, Região Central de Sumaré, das 8 às 17 horas.

É necessário que o proprietário do animal seja de baixa renda, inscrito em algum programa social do Município, apresentar RG e CPF. Somente serão atendidos na unidade móvel os casos previamente agendados e que atenderem ao critério social.

A Campanha de Castração Animal 2016 da Prefeitura é realizada por empresa especializada contratada por meio de processo licitatório. Na sua primeira etapa, realizada entre os dias 30 de abril e 3 maio, a campanha atendeu 200 animais de famílias de baixa renda das regiões do Jardim São Judas Tadeu e Horto Florestal (incluindo a ocupação conhecida como “Três Pontes” e Assentamentos I e II).

O secretário de Meio Ambiente Moisés Paschoalin destacou que a viabilização da campanha conta com a união de esforços entre o Poder Público e as ONGs que trabalham em prol da causa animal na cidade – como “Viralatinhas” e “Pata Verde” –, além de protetores de alguns bairros. No caso de dúvidas, os moradores devem procurar os protetores ou entrar em contato com o Meio Ambiente de Sumaré, por meio do telefone (19) 3828-4775.

Publicidade

BENEFÍCIOS

Rafaela Caroline, que participou da primeira etapa da campanha, aprovou a iniciativa. “É muito bom porque tem muitos animais nas ruas e essa iniciativa contribui para diminuir o índice de reprodução. A equipe é ótima, eles fazem testes antes do procedimento para checar se o animal está apto ou não”. Rafaela aproveitou a oportunidade para castrar cinco animais “comunitários”, adotados por ela e uma vizinha.

“A castração impede a reprodução sem controle de cães e gatos, diminuindo o número de animais abandonados na cidade, por isso é de fundamental importância a realização desta grande campanha que, até o fim do ano, deverá contemplar a todas as regiões de Sumaré”, explicou recentemente a prefeita Cristina Carrara.

CASTRAÇÃO E MICROCHIPAGEM

Os procedimentos pré e pós-operatório, assim como os medicamentos, são de responsabilidade dos proprietários dos cães e gatos. No processo cirúrgico, os animais passam por uma avaliação clínica prévia e recebem uma anestesia geral. A castração em machos consiste na retirada dos testículos. Nas fêmeas, são retirados o útero, trompas e ovários. Trata-se de uma cirurgia de baixo risco e o animal é liberado assim que o efeito da anestesia é revertido.

Publicidade

Durante a campanha, os animais também recebem a microchipagem, uma identificação eletrônica feita por meio da inserção de um microchip no animal. Do tamanho de um grão de arroz, o microchip contém todas as informações (espécie, idade, sexo, etc) que passam a fazer parte de um cadastro nacional. A finalidade da microchipagem é promover a “guarda responsável” e o fácil acompanhamento vacinal dos cães e gatos.

A castração animal diminui a superpopulação de cães e gatos na cidade, reduz drasticamente o risco de doenças no animal e o risco de fugas e brigas, que podem acarretar acidentes graves e até fatais, como atropelamentos, entre outros benefícios tanto para os animais quanto para a população da cidade.

 

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS
Compartilhar no Facebook

Publicidade