Alunos de Sumaré voltam às aulas com melhorias na rede municipal

As aulas municipais em Sumaré estão previstas para retornarem no dia 10 de fevereiro,  seguindo todos os protocolos estaduais e municipais para prevenção à Covid-19. Para ofertar cada vez mais um ensino de qualidade, a Prefeitura investe em melhorias na parte estrutural e pedagógica.

A Prefeitura iniciou a implantação dos novos playgrounds inclusivos nas escolas municipais. Os parquinhos contam com gangorra, parque infantil integrado e balanço, totalmente adaptados para a diversão de todos os alunos logo no início do ano letivo.

Além disso, todas as salas de aula estão equipadas com lousa digital. E os alunos do primeiro ao novo ano do Ensino Fundamental terão uma nova disciplina: serão as aulas de robótica, para a alfabetização através desse tema. Os alunos receberão um kit com robô, peças e plataformas para a cosntrução de protótipos e estruturas, chamando a atenção dos estudantes para a educação e estimulando a criativadade.

“Nosso compromisso é oferecer um ensino de qualidade às nossas crianças e adolescentes, formando ainda cidadãos de bem. Além das atividades extracurriculares com os alunos, também investimos na capacitação e valorização dos nossos colaboradores e buscamos promover a integração das escolas com a comunidade, por meio de diversos eventos e projetos educacionais. Realizamos investimentos em todos os níveis de ensino, tanto na parte pedagógica como estrutural, fortalecendo a Educação como um todo em nossa cidade”, explicou o prefeito Luiz Dalben.

Desde 2017, a Educação de Sumaré tem recebido investimentos. Foram criadas mais 2.900 vagas do Ensino Infantil à Graduação, as Escolas de Educação Infantil receberam novos parquinhos, foram instalados aparelhos de ar condicionado em todas as salas de aula e dependências das escolas, foram implantados na cidade pólos da FATEC, ETEC e Univesp, além da entrega anual de kits de material e uniforme escolar.  As escolas municipais São Judas Tadeu, região da Área Cura, e na EM Magdalena Maria Vedovatto Callegari, região do Maria Antonia, contam com Ensino em Tempo Integral, como um projeto piloto. O cardápio da merenda escolar foi readequado, além da introdução de alimentos da agricultura familiar. E novas escolas estão em construção.


E com a necessidade do isolamento social, as aulas ocorreram de forma remota via plataforma digital criada pela Municipalidade. Para os alunos que não possuiam acesso ao sistema, as escolas disponibilizavam atividades impressas, que eram retiradas nas unidades. Em substituição à merenda escolar, complemento das refeições diárias para muitos alunos, os estudantes das escolas municipais e Proeb receberam kits nutricionais. Também foram entregues 1.500 unidades de Chromebooks aos professores e especialistas para a realização de atividades interativas entre professores e alunos.

E o projeto Jovem Empreendedor foi implantado em 100% das salas de aula municipais, beneficiando cerca de 17 mil alunos do Fundamental I e II, Ensino Médio e EJA (Educação para Jovens e Adultos). Os professores receberam uma capacitação específica para passar o conhecimento aos alunos com a finalidade de disseminar a cultura empreendedora e orientar para o plano de negócios, de maneira a estimular os comportamentos empreendedores entre crianças e adolescentes, incentivando-os à prática do empreendedorismo e o protagonismo juvenil.