Connect with us

Nossa Cidade

Aproximadamente 400 jovens recebem certificados de dispensa do Serviço Militar em Sumaré

Publicado

em

Um ato de civismo e de cidadania perante a Bandeira Nacional! Foi a cerimônia de Juramento do Serviço Militar e entrega dos Certificados de Dispensa de Incorporação (CDI). A solenidade reuniu aproximadamente 400 jovens na manhã desta quarta (30), no Centro Esportivo de Sumaré, e contou com a presença do Delegado Regional do Serviço Militar, Ten. Edivo Gomes da Silva, e da Secretária do Serviço Militar em Sumaré, Maria Silvia Breda, além do Subtenente Vernilo, do Tiro de Guerra de Americana. Os jovens assumiram o compromisso de estar à disposição do Exército Brasileiro em convocações emergenciais. “O juramento diante da Bandeira Nacional – símbolo máximo da pátria – é um momento importante e decisivo na vida desses jovens, pois são eles que vão ajudar na construção de um país melhor. Temos orgulho de vê-los cumprindo com suas obrigações com o país e com nosso município”, comentou o prefeito Luiz Dalben.

Além de ser um ato de civismo e patriotismo, o alistamento militar é obrigatório no Brasil. O cidadão que não estiver em dia com o serviço militar não poderá exercer a cidadania plena, como, por exemplo, matricular-se em faculdade, receber diplomas, tirar o título de eleitor, ser contratado por empresas em geral, prestar concurso público, assumir cargo eletivo ou comissionado, e ainda, se ausentar do país. O Município de Sumaré é considerado ‘não tributário’ ao contingente e os jovens da cidade são normalmente dispensados do serviço militar.

Segundo Maria Silvia, que há 20 anos desempenha esse importante serviço de apoio aos jovens sumareenses, os casos que não compareceram devem procurar a Junta Militar, pois terão que reiniciar o processo de alistamento. “O Certificado de Dispensa de Incorporação, que comprova que o cidadão foi dispensado do Serviço Militar, é um documento importante na vida destes jovens, já que interfere também na carreira profissional. Quem não compareceu na data de hoje terá que participar do próximo Juramento”, diz.

A Secretária explica, inclusive, a diferença entre CDI e Reservista, que ainda hoje confunde muitas pessoas. “Os rapazes que completam a maioridade e, que são dispensados de servir, precisam obrigatoriamente fazer o Juramento, e recebem o Certificado de Dispensa. Já o Certificado de Reservista é para quem serviu em Organização Militar da Ativa”.

Para o Tenente Edivo, na carreira militar há 33 anos, atualmente 2 milhões de jovens estão em condições de receber treinamento em caso de  convocação emergencial. “Vocês [jovens] não servirão à Pátria, mas poderão servir como cidadão, trabalhando e horando sua família. Nesta idade, o período de errar já passou. Aos 18 anos, já são responsáveis pelos atos, mas na dúvida, questione os pais. E saibam que poderão ser convocados, caso o País precise de vocês”, frisou.

 

O SERVIÇO MILITAR

O Serviço Militar foi instituído graças à devoção e empenho de um brasileiro chamado Olavo Brás Martins Guimarães Bilac (1865 -1918). Poeta, jornalista e fundador da Academia Brasileira de Letras, ele percorreu o país pregando a verdadeira cidadania, incentivando e conscientizando os brasileiros da necessidade do serviço militar obrigatório. Como justa homenagem, Olavo Bilac foi consagrado Patrono do Serviço Militar e a data do seu nascimento, 16 de dezembro, foi instituída como o Dia do Reservista.

O alistamento deve ser feito online, no site www.alistamento.eb.mil.br, por meio do preenchimento de um formulário. Na Junta Militar de Sumaré, somente os casos nascidos em anos anteriores a 2001. O órgão fica na Avenida Luiz Frutuoso, nº 193, na Vila Santana, e funciona de segunda a sexta-feira, das 12 às 16 horas. Mais Informações podem ser obtidas pelo telefone (19) 3873-3093.

 

 

Continue Lendo

Nossa Cidade

Sebrae Aqui Sumaré fecha ano com 2.275 atendimentos

Publicado

em

Por

O Sebrae Aqui realizou no último dia 05, a reunião final do ano. O encontro que contou com membros do Conselho Gestor – formado pela Prefeitura de Sumaré, Associação Comercial, Sindilojas e o Sebrae Campinas – aconteceu nas dependências da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SEDE), em Sumaré, onde funciona o órgão. Na reunião foram destacadas todas as ações de 2019, bem como estipulada a projeção do Sebrae Regional para Sumaré em 2020. A unidade local fechou o ano com chave de ouro, ultrapassando a meta inicial que era de 1.711 atendimentos. Ao todo, foram 2.275 atendimentos em 2019. Desses números, 57% são pessoas físicas, ou seja, futuros empreendedores; e 43% pessoas jurídicas – empresários em busca da capacitação e mais crescimento no Município. “São números positivos, com uma média de 7 a 8 atendimentos por dia, o que ultrapassou o intento do Sebrae regional”, explicou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Cláudio Padovani.

Bom lembrar que somente de janeiro a maio deste ano, o Sebrae Aqui Sumaré havia ampliado em mais de 50% a quantidade de atendimentos a empreendedores do município, em comparação a todo o ano passado. Em 2018, foram 826 atendimentos realizados e, nos primeiros cinco meses deste ano, 1.247. Com o resultado, a unidade sumareense tornou-se a segunda com maior quantidade de atendimentos e serviços da região, ficando atrás apenas de Campinas. “O Sebrae e os demais serviços ao empresário que temos em Sumaré são de grande valia para fortalecer a rede empreendedora do nosso município, proporcionando um ambiente favorável para a abertura e crescimento de micro e pequenas empresas, além de contribuir com a economia local e a geração de emprego e renda. Nosso intuito é estimular o empreendedorismo e dar todo o suporte necessário para que micro e pequenos empresários tenham sucesso em seus negócios”, reforçou o prefeito Luiz Dalben.

Para se ter uma ideia, em outubro – quando se comemora o Mês do Empreendedor – a Prefeitura de Sumaré, por intermédio da SEDE, em parceria com o Sebrae Aqui, realizou várias atividades de capacitação para os empresários: de caravana à Feira do Empreendedor no Pavilhão de Exposições do Anhembi a Oficina de Startup. O sumareense contou também neste segundo semestre, entre outras ações, com a unidade do Sebrae Móvel, que ficou estacionada durante o dia 8 de novembro na região do Jardim Picerno.

Programação para 2020

Foram diversas ações no ano de 2019 que fizeram com que o Sebrae Aqui de Sumaré alcançasse esses números, entre elas, Cursos, Oficinas, Palestras e alguns projetos segmentados, como a parceria com a Casa Brasil e a Faculdade Anhanguera. Para o próximo ano a programação gratuita está recheada de novidades. Estão previstos vários projetos, além de Oficinas de Formalização, Empreendedorismo, Planejamento Financeiro, Marketing, Inovação e Cursos como o “Super MEI” e “Atendimento ao Cliente”.

A novidade fica por conta do “Jovens Empreendedores – Primeiros Passos” que prevê a capacitação do SEBRAE aos professores do 1º ao 9º ano da rede pública municipal. O “Agronegócio” ganhará destaque no segmento dos Pesqueiros e dos Assentamentos em olericultura (hortaliças, legumes e verduras). Outro projeto que promete é o ‘Varejo de Sucesso’, cujo foco é o fortalecimento dos comércios da cidade. O Sebrae Aqui Sumaré reserva ainda um trabalho especial com a temática “Acessibilidade para todos”, com palestras de conscientização e sensibilização, etc. “Estamos no caminho certo e temos certeza que 2020 será um ano promissor para os empresários e empreendedores de Sumaré”, finalizou o prefeito Luiz Dalben.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Projeto ‘Ver e Viver’ entrega óculos gratuitos para alunos de escolas municipais de Sumaré

Publicado

em

Por

Boa visão impacta diretamente no desempenho escolar de uma criança. Com apoio da Prefeitura de Sumaré, por meio das secretarias Municipais de Educação e Saúde, a indústria Belgo Bekaert e a Fundação ArcelorMittal entregaram gratuitamente no último dia 09, cem óculos aos alunos de escolas municipais. A ação aconteceu nas EM’s José de Anchieta, Lasquinha de Gente, Palhacinho Dengoso, Martha Smolli e Alcione Aparecida Fernandes Pereira. Trata-se do programa Ver e Viver, que busca detectar e tratar problemas visuais em crianças e adolescentes. O Projeto neste ano contemplou 800 alunos matriculados no Ensino Fundamental da rede pública municipal. Após testes de acuidade visual, foi feito o encaminhamento de 140 crianças – que tinham sido diagnosticadas no primeiro semestre com algum tipo de problema na visão – para consulta com oftalmologista e doação dos óculos.

Para o prefeito Luiz Dalben, o programa Ver e Viver é de extrema importância para detectar precocemente problemas visuais, permitindo o tratamento antecipado. “Muitos alunos não sabem que apresentam necessidades ou não possuem condições de adquirir óculos. Agradecemos a BMB e ArcelorMittal, parceiras importantes nesta ação social. Esse Projeto tem sido fundamental para conseguirmos evitar que uma possível alteração na visão, facilmente detectável na infância, fique mais grave e prejudique a vida do estudante, reduzindo dificuldades de aprendizado e socialização”, comentou o Chefe do Executivo.

O Ver e Viver foi implantado em 1997 pela ArcelorMittal Piracicaba. A partir de 2000, foi expandido e passou a ser gerido pela Fundação ArcelorMittal Brasil. Atualmente é realizado em mais de 25 cidades brasileiras. O programa busca detectar e tratar problemas visuais em alunos do ensino fundamental. Testes de acuidade visual são aplicados por educadores e profissionais de saúde capacitados e, em caso de necessidade, os estudantes são encaminhados a consultas médicas. O programa, que inclui a doação de óculos, influencia diretamente o rendimento escolar de crianças e adolescentes que poderiam ter a aprendizagem prejudicada por algum problema visual.

imagem pixaby

Continue Lendo

Nossa Cidade

Rodoviária de Sumaré fica alagada após forte chuva

Publicado

em

Por

O Terminal Rodoviário da cidade de Sumaré mais uma vez acabou submerso na área das plataformas de embarque e desembarque dos passageiros por conta da forte chuva que caiu na cidade na nesta terça-feira, dia 10/12.

De acordo com informações, os bueiros do local estavam todos entupidos, o que impediu o escoamento da água. Os passageiros que aguardavam os coletivos tiveram que subir nos bancos para não encharcarem o pé.

A inundação do terminal é algo recorrente por conta do piso rebaixado das plataformas e pelo entupimento das galerias de águas pluviais, que não conseguem escoar a água que desce das partes mais altas da cidade.

Continue Lendo