Connect with us

Nossa Cidade

Capacitação pelo Projeto Lei Lucas tem encerramento na EMEF Anália

Publicado

em

Um retrospecto brilhante: 2.300 alunos e 140 professores de 16 escolas da rede municipal de Sumaré receberam capacitação pelo Projeto Lei Lucas – desenvolvido pela Prefeitura, por meio das Secretarias de Saúde e Educação, com o apoio da Secretaria Municipal de Segurança. E com direito a slogan: somostodossocorristas! A Lei tem o objetivo de capacitar em primeiros socorros tanto professores e funcionários da Educação como alunos do 4º ano, visando salvar vidas nas escolas. Os trabalhos que tiveram início no dia 05 de agosto foram encerrados nesse dia 23, na EMEF Profª Anália de Oliveira Nascimento, na região da Área Cura. O evento de encerramento contou com a presença dos secretários municipais, Mirela Cia (Educação), Rafael Virginelli (Saúde) e Ricardo Alexandre Zequin (Segurança), que representaram o prefeito Luiz Dalben. Além deles, a ocasião foi prestigiada ainda pelos vereadores João Maioral e Ney do Gás – autor do projeto de lei nº 03/18 -, além do Comandante do Corpo de Bombeiros, Mário Bertolo, e dos coordenadores do projeto, Andreza Cristina e dr. Rodrigo Zanoni.

A Lei que obriga professores e funcionários de escolas a cumprirem curso de capacitação em primeiros socorros no primeiro atendimento estende também a obrigatoriedade aos profissionais da área do transporte escolar. Sumaré foi a primeira cidade da Região Metropolitana de Campinas a aprovar o projeto. “Para nós é motivo de orgulho ver o resultado final desse trabalho maravilhoso, colocado em prática pelas Secretarias de Educação e Saúde com o apoio da Secretaria de Segurança, visando salvar a vida de nossas crianças nas escolas sumareenses. É fundamental que estejam capacitados para oferecer os primeiros socorros”, comentou o prefeito Luiz Dalben.

O curso foi ministrado por integrantes do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e Bombeiro Civil de Sumaré, e contou com parceria das escolas de Enfermagem Arquimedes, Liderança, Camp Care, ETEP Novo Horizonte e Etec Futuro, além do Bombeiro Civil e Cetseg. Os trabalhos aconteceram nos períodos da manhã e à tarde, toda segunda e quarta. O treinamento incluiu oficinas práticas sobre como agir corretamente em situações de convulsão, sangramento nasal, parada cardíaca, entre outras ocorrências. “A grande preocupação da administração municipal é com a saúde dos nossos alunos. Esse projeto saiu este ano, e já vamos nos organizar para dar continuidade em 2020”, comentou a secretária de Educação, Mirela Cia.

De acordo com estatísticas, cerca de 700 crianças morrem anualmente vítimas de sufocação, engasgamento ou asfixia – termos utilizados para caracterizar a dificuldade de respirar devido à presença de corpos estranhos na garganta. O secretário Municipal de Saúde, Rafael Virginelli, comentou que as crianças devem aproveitar esse momento e multiplicar o conhecimento. “Agradeço a todos que foram fundamentais para que esse momento acontecesse. Estão de parabéns. Vamos nos dedicar para que o projeto continue e alcance todas as escolas”.

No encerramento, as crianças estavam ‘afiadas’ nas respostas e se interagiram com os profissionais durante todo o evento. A Secretaria Municipal de Educação vai emitir certificado de participação, tanto aos professores como para os alunos. 

 

SAMUZINHO

O Samuzinho – outra iniciativa implantada na atual Administração Municipal – foi destacado no evento. O projeto é desenvolvido pelas equipes do SAMU (Serviço Móvel de Urgência), Defesa Civil e Corpo de Bombeiros Municipal. O conteúdo contempla os protocolos corretos de atendimento em situações de emergência, como quedas, engasgo, convulsão, entre outras. Além disso, o projeto também promove oficinas práticas para imobilização cervical e massagem cardíaca. “O Samuzinho propicia conhecimentos e capacidade para reduzir o tempo de resposta em casos de acidente, algum mal-estar entre os atendidos ou mesmo com colegas de trabalho, garantindo atendimento imediato com mais qualidade”, completou o prefeito Luiz Dalben.

“Não podemos deixar de citar o Samuzinho, outra capacitação sobre primeiros socorros em caso de urgência/emergência, voltado às crianças e adolescentes de Sumaré”, finalizou a secretária Mirela.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Zona Azul: Acias acompanha de perto andamento da licitação

Publicado

em

Por

Suspenso desde julho de 2017, estacionamento rotativo é uma necessidade indispensável e tem caráter de urgência

A Acias (Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Sumaré) está acompanhando de perto, junto à prefeitura, o andamento para a retomada do estacionamento rotativo. A movimentação de pessoas e de veículos na região central da cidade é intensa e as vagas para estacionar estão saturadas. A zona azul se faz necessária para solucionar esse problema.

No ano passado, a prefeitura publicou edital de licitação, mas o processo foi impugnado após a abertura dos envelopes. Em dezembro houve a republicação do edital com data para abertura dos envelopes marcada para o dia 10 de janeiro (sexta-feira passada). Seis empresas se interessaram em explorar o serviço.

Semana passada, em reunião com representantes da Prefeitura de Sumaré, o presidente da Acias, Juarez Pereira da Silva, foi informado sobre o andamento do processo de licitação que vai definir qual empresa assumirá o serviço.

“Na última quinta-feira (16) recebemos representantes da prefeitura na Acias que nos informaram sobre a abertura dos envelopes para a análise documental realizada no dia 10 (sexta-feira) e que os documentos foram encaminhados ao departamento jurídico para realizar a análise técnica das empresas que participam do processo de licitação. A expectativa é que este estudo termine na próxima semana”, explicou Silva.

O presidente da Acias lembra que Sumaré é a segunda maior cidade da Região Metropolitana de Campinas, tem um comércio forte e diversificado e a movimentação de consumidores na região central é intensa, gerando empregos, rendas e receitas para a cidade.  O estacionamento rotativo é a solução mais democrática para disciplinar o uso das vagas na região central.  “Infelizmente, não são raros os casos de pessoas que estacionam seus veículos e os deixam o dia todo nas vias públicas, impedido que outras pessoas também utilizem o mesmo espaço. É uma situação que prejudica consumidores e também o comércio”, observa.

Atualmente o controle de estacionamento na região central é realizado apenas de forma paliativa, pela prefeitura, durante o período de compras de final do ano.  “Esse paliativo no final dos últimos três anos não mais atende aos anseios dos empresários, consumidores e usuários dos diversos serviços que a região oferece. Isso reforça a real necessidade do estacionamento rotativo”, ratifica Silva.

Desde a suspensão do estacionamento rotativo, a Acias tem cobrado a prefeitura em busca de uma solução para esta questão e participa ativamente das reuniões do projeto para a reativação do serviço. Em agosto do ano passado, o presidente e diretores da Acias também participaram da sessão da Câmara de Vereadores e discutiram a importância do estacionamento rotativo.

A Acias não está medindo esforços junto à prefeitura no desenvolvimento e implantação do novo estacionamento rotativo. A retomada do serviço é essencial para reorganizar o trânsito e o estacionamento de veículos, evitando a evasão de consumidores, o que vem acontecendo há tempos com muita frequência.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Nota do Enem facilita ingresso de alunos na Anhanguera

Publicado

em

Por

Estudantes podem garantir bolsas de estudo de até 100% em todo curso, de acordo com o desempenho alcançado no exame

As notas individuais da última edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) serão divulgadas nesta sexta-feira (17) pelo Inep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – e cerca de cinco milhões de brasileiros serão beneficiados com a oportunidade de transformar suas vidas por meio do ensino superior.

O resultado pode encurtar o caminho de acesso à graduação nas unidades da Faculdade Anhanguera de Sumaré e Santa Bárbara D’Oeste, que disponibilizarão bolsas de estudo de até 100% aos participantes. “O exame representa um marco na vida de centenas de pessoas, porque funciona como uma porta de entrada e ajuda a democratizar o sonho da formação superior”, explica Leonardo Danelon, diretor da Anhanguera de Santa Bárbara.

Pontuação

De acordo com uma pesquisa da Associação Brasileira das Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES), ingressar na faculdade ainda é um sonho distante para 70% dos jovens que concluem o ensino médio. O resultado do Enem pode ser um grande aliado neste desafio, já que permite o acesso a descontos, bolsas de estudo, além das possibilidades de financiamento.

O percentual da bolsa de estudo oferecido pela Anhanguera varia de acordo com a nota obtida, ofertando de 20% a 100% de desconto. Para aproveitar a vantagem, os interessados podem utilizar a nota do Enem dos anos anteriores, a partir de 2010. Caso tenha realizado mais de uma prova, a instituição considerará a nota mais recente. Contudo, vale ressaltar que o benefício não é válido para transferência externa.

Mais informações podem ser obtidas pessoalmente nas unidades ou ainda pelo site https://www.vestibulares.com.br/.

SERVIÇO:

·         Faculdade Anhanguera de Sumaré

Avenida Eugenia Biancalana Duarte, Jardim Primavera

·         Faculdade Anhanguera de Santa Bárbara D’Oeste

Avenida Juscelino Kubitscheck de Oliveira, 1450, Distrito Industrial II

Continue Lendo

Nossa Cidade

Prefeitura de Sumaré realiza troca do telhado da EM Martha Smolli

Publicado

em

Por

A Prefeitura de Sumaré realizou, por meio da Secretaria Municipal de Educação, a troca das telhas da Escola Municipal “Professora Martha Smolli Domingues”, localizada na Região do Picerno. Após avaliação da situação do telhado – prejudicado por vendaval – foi detectada a necessidade de substituir toda a estrutura da cobertura da unidade.

A escola atende atualmente cerca de 30 classes com 812 alunos – do Jardim I, II ao 1º ano – nos períodos da manhã e tarde. “Temos pautado nossas ações na melhoria da qualidade dos serviços prestados à população, e os investimentos no setor da educação beneficiam diretamente os alunos e funcionários, como é o caso da troca do telhado dessa escola municipal”, garantiu o prefeito Luiz Dalben.

A prefeitura contratou por meio de licitação a Construtora Alpha Vitória, com supervisão da Secretaria Municipal de Obras. Na obra que recebeu investimento de R$ 195.702,76 foi utilizado material de excelente qualidade – a telha termoacústica – que oferece ótimo acabamento e conta com isolamento térmico e acústico.

A EM Martha Smolli fica na Rua dos Eucaliptos, nº 181, no Jardim Basilicata, na Região do Picerno.

Continue Lendo