Connect with us

Nossa Cidade

Convivência Ética nas Escolas de Sumaré: o apoio que faz a diferença!

Publicado

em

Medo, Bullying, violência escolar, cooperação, formação e desenvolvimento moral e da autonomia, ética, entre outros. Esses são alguns dos tópicos do Projeto Leitura, Convivência Ética e Cidadania nas Escolas de Sumaré. Com essa finalidade, de combater a violência e melhorar a convivência nas escolas municipais, a Prefeitura de Sumaré, por intermédio da Secretaria Municipal de Educação, implantou na rede de ensino municipal esse projeto que está no segundo ano. A intenção é que toda escola seja um ambiente de aprendizagem solidário e acolhedor. Os trabalhos iniciados ano passado com os 5º anos são desenvolvidos numa parceria e apoio técnico do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Moral (Gepem) e a editora Adonis, e neste ano beneficia mais de 20 mil alunos – da Educação Infantil ao 9º ano do Ensino Fundamental.

“É um excelente trabalho desenvolvido nas unidades escolares. Queremos garantir um ambiente de harmonia nas escolas, e com isso elevarmos os índices de aprendizagem dos nossos alunos. O projeto é muito importante porque trata vários assuntos ligados a essa faixa etária, tendo em vista que alguns problemas trazem implicações psicológicas terríveis na vida da criança e problemas no cotidiano da Escola”, explicou o prefeito Luiz Dalben.

O projeto Leitura, Convivência Ética e Cidadania, sob a coordenação da profª. drª. Luciene Regina Paulino Tognetta, oferece estratégias de apoio e acompanhamento aos docentes nesse processo de ensino-aprendizagem, e alcançará em 2019 quase a totalidade dos professores da rede. Ao todo, são mais de 23 turmas de formação em todas as unidades. Além do corpo discente, a formação abrange também grupos de alunos. Eles fazem parte das Equipes de Ajuda ‘Somos contra o Bullying’ – jovens do ensino Fundamental que foram eleitos pelos seus colegas para atuar como referência na escola e ajudar na resolução dos problemas de convivência. Eles são preparados para auxiliar os colegas em problemas de pequenos conflitos, como provocações, brigas, situações de isolamento e, principalmente, casos de bullying.

“As instituições de educação no Brasil têm sido desafiadas a incluir em sua estrutura curricular o planejamento de mudanças e a sistematização de ações que contemplem os problemas de convivência e a complexidade das relações entre as pessoas, inclusive é uma recomendação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC)”, comentou a profª. drª. Luciene Regina Paulino Tognetta.

O importante é melhorar sempre a convivência entre os alunos. Diferentes investigações sobre bullyng têm mostrado que a eficácia dos programas de prevenção se dá pela participação efetiva dos alunos nas escolas. “São quatro éticas fundamentais que precisam ser trabalhadas nas instituições de ensino e exigem a formação dos professores para compreender, enfim, a escola é um local propício para a superação do bullying e das provocações, e para a formação das gerações futuras”, completou a doutora Luciene.

Entre os vários assuntos compreendidos no projeto está o medo, algo muito comum nas crianças. Daí, primeiro vem a formação dos professores, numa sequência didática e organizada por atividade, para que eles consigam trabalhar essa questão junto aos pequenos, já que o medo é o primeiro grande problema a ser enfrentado na vida. “O grande objetivo do GEPEM é fomentar cada vez mais a pesquisa e sua aproximação com a realidade escolar e com o desenvolvimento de investigações teóricas e aplicadas. E o apoio na execução desse Projeto Leitura, Convivência Ética e Cidadania tem sido de grande relevância para a nossa comunidade estudantil, tanto ao corpo docente como discente”, garantiu a secretária municipal de Educação, Mirela Cia.

  

CAIXA

A formação dos professores pelo Projeto Leitura, Convivência Ética e Cidadania faz parte da jornada de trabalho do CEFEMS (Centro de Formação de Educadores Municipais de Sumaré). Todas as atividades são planejadas, intencionais e sistemáticas. Cada professor recebe um guia e o aluno ganha uma caixa contendo livros temáticos sobre a caixa de segredos, a história dos nossos medos, história de chuva, os medos que a gente tem, além de acessórios para o desenvolvimento das tarefas, como prendedor de roupas, novelo de lã, adesivos, fitas coloridas, entre outros. As crianças levam os livros e atividades para casa, e executam juntamente com os pais, de acordo com a faixa etária, tanto leitura como as lições.  

“Se os pais acompanham a vida escolar do filho vão entender perfeitamente o valor desse projeto na formação da criança. Aqueles que são participativos sabem o porquê deste trabalho de convivência, que é muito amplo, e procura trabalhar, entre vários aspectos, o medo que a criança sente e que nem sempre fala aos adultos”, garantiu a coordenadora do projeto, formadora de professores do projeto e pesquisadora sobre Bullying, Darlene Ferraz Knoener.

Um dos temas trata exatamente o medo. Será que, se a gente somar a coragem e diminuir o medo, dividir as tristezas e multiplicar as ações para o bem, a gente consegue acabar com o bullying na escola? E a ansiedade: será que dá para controlar essa vontade de resolver tudo bem rapidinho?

São esses questionamentos que os professores que recebem formação estão aptos a responder às crianças! Ou seja, são livros preparados por professores para professores, e são frutos de uma pesquisa que aponta para as mais urgentes necessidades da escola e da prática docente.

 

BARRACA DO MEDO

Medo, uma palavrinha que causa pavor, temor, especialmente nas crianças! Só que esse tabu foi jogado por terra na II Exposição Cultural com o Projeto Leitura, Convivência Ética e Cidadania da EM Sabidinho. Inclusive, a ‘barraca do medo’ foi um dos pontos altos do evento estudantil. As pessoas entravam e interagiam com os alunos que estavam afiados para explicar sobre como controlar esse sentimento.

Foram expostos trabalhos belíssimos. Teve criança que expôs o ‘envelope surpresa do medo’. O painel ‘medos que a gente tem’ apontou as lendas sobre o Saci Pererê, Curupira, Lobisomen, Mula sem Cabeça, etc. Seguindo essa linha, outro grupo de alunos do 1º ano abordou imagens sobre o que deixa com medo. A lenda que dá medo também foi outro painel de exposição. Teve aluno que foi além, e falou dos medos mais preocupantes, como andar de avião e sair de perto da família. Tem criança, por exemplo, que tem medo até de insetos. Outros, de chuva e do escuro. E qual criança não tem medo de fantasma?

“Os alunos e professores da Educação Infantil, Fundamental e Médio estão inseridos neste projeto juntamente com a comunidade escolar, discutindo seus sentimentos, regras sociais e conflitos com o apoio de livros paradidáticos, especialmente elaborados para estas reflexões de forma lúdica e atrativa”, completou a secretária Municipal de Educação, Mirela Cia.

Pois é, essa exposição mostrou um pouco do sentimento das crianças em relação ao medo que sentem de determinada situação. E nessa linha de pesquisa, o projeto procura trabalhar esse sentimento ruim, que é o medo, e dar as respostas necessárias, assim como os problemas de violência, agressividade e bullying que têm sido comum em escolas, investigando suas causas e suas relações com os aspectos sociais, morais e afetivos necessários ao desenvolvimento moral.

 

Continue Lendo

Nossa Cidade

Shopping ParkCity Sumaré completa um mês com reforço de grandes marcas

Publicado

em

Por

Nos próximos dias, mix contará com Lojas Americanas, Academia Inova, Burger King, Popeyes e Radical Vest

O Shopping ParkCity Sumaré completa um mês com 81% da ABL (Área Bruta Locável) em operação. O primeiro shopping center da cidade foi inaugurado no último dia 14 de novembro e desde então várias lojas abriram suas portas ao público. E nos próximos dias o mix contará com mais novidades: Lojas Americanas, Academia Inova, Burger King, Popeyes e Radical Vest.

A Radical Vest será inaugurada neste sábado, 14. A Academia Inova, primeira da região em esquema 24 horas, passa a funcionar a partir de terça-feira, dia 17 e a inauguração das Lojas Americanas, uma das âncoras do empreendimento, será na próxima quarta-feira, 18. E no dia 23 de dezembro, o Burger King e o Popyes iniciam suas operações na praça de alimentação do ParkCity Sumaré.

O Shopping ParkCity Sumaré tem marcas de relevância nacional, além de opções de lazer, cultura, serviços e gastronomia. Algumas destas lojas, como o Lug´s Fast Gourmet, a MC Presentes, a megaloja de brinquedos Zap Toys, a Primícia, o quiosque de Oficina Slime Fluffy Point, Love Case e o quiosque do Habib´s também iniciaram suas operações nas últimas semanas.

Shopping ParkCity Sumaré

O ParkCity Sumaré é o primeiro shopping da cidade e foi inaugurado no último dia 14. Com investimento superior a R$ 100 milhões, o empreendimento conta com um mix diversificado de lojas, sendo cinco âncoras (Renner, Riachuelo, Kalunga, Americanas e Supermercado Savegnago), uma megaloja (Zap Toys) e grandes marcas como McDonald’s, Burger King, CVC, Chilli Beans, Óticas Carol, Cacau Show, Clube Melissa, Habib´s, Popeyes, Rei do Mate, Subway, Radical Vest, American Shoes, Ophicina e Foot Wear, entre outras. O Shopping ParkCity Sumaré também possui cinco salas de cinema da rede Cineflix -com capacidade total para 500 pessoas, sendo duas salas com tecnologia 3D e duas salas VIP. O Shopping ParkCity Sumaré é administrado pela AD Shopping, maior administradora independente de shopping centers do Brasil.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Alunos de Sumaré são bronze na Olimpíada Brasileira de Matemática

Publicado

em

Por

A Escola Municipal Antonio Palioto de Sumaré está em festa! Conquistou o bronze na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) 2019. Além dos alunos Enrique Savedra, Abner Quintiliano e Gabriel Nagasse, medalhistas de bronze, vários estudantes receberam Menção Honrosa. Destaque ainda para a professora premiada Joseslaine Menegassi de Souza, que trabalhou com o Projeto Revelando Talentos – aprovado pela Secretaria Municipal de Educação neste ano letivo de 2019. O resultado obtido pelos estudantes está alicerçado em três pilares: alunos e suas famílias que se esforçam e vestem a camisa da unidade escolar; os professores que desenvolvem o trabalho com responsabilidade e comprometimento em sala de aula, e a Secretaria Municipal de Educação que apoiou o projeto em mais um ano letivo.

Para o prefeito Luiz Dalben a premiação é motivo de orgulho. “A educação é uma das prioridades de nosso governo. Temos investido forte do Ensino Infantil ao Ensino Médio, tanto na parte estrutural quanto pedagógica. Felizmente o reforço das ações têm surtido resultados positivos. Agradecemos e parabenizamos a direção e o corpo docente da EM Palioto pelo empenho e dedicação para com a nossa comunidade estudantil, e também aos alunos que muito nos orgulham”, disse o Chefe do Executivo.

Os 6.500 medalhistas de ouro, prata e bronze, matriculados em escolas públicas em 2020, terão a oportunidade de participar do Programa de Iniciação Científica Jr. (PIC Jr – OBMEP). O PIC inclui uma bolsa de Iniciação Científica Jr do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). A estrutura e o planejamento do programa serão definidos e divulgados no início do ano que vem, na página do programa. “Trata-se de uma competição importante de incentivo aos estudos, especialmente porque garante a oportunidade aos alunos medalhistas de iniciarem suas vidas no PIC, via universidades parceiras. Agradecemos à equipe do Palioto pelo excelente trabalho e aos alunos pela conquista”, comemorou a secretária Municipal de Educação, Mirela Cia.

A Olimpíada Brasileira deste ano recebeu na primeira fase 18.158.775 inscrições, representando 54.381 escolas, ou seja, atingiu 99,71% dos municípios. Desse número de inscritos, 949.240 avançaram para a segunda fase. A OBMEP concedeu aos participantes quinhentas medalhas de ouro, mil e quinhentas medalhas de prata, e quatro mil e quinhentas medalhas de bronze. Os alunos João Vitor Carilho, Pedro Rafael, Jhemile Lorrane Souza Santos, Isabelle Santos Souza, Mariana Aparecida Gomes, Ester Mariz, Vinicius Henrique Anjos Inacio, Gabriel Correia, Ana Maria Rangel Santos, Gustavo Montanheiro e Marcela Vitória receberam certificados de Menção Honrosa.

Bom destacar o corpo docente da EM Antonio Palioto: profª. Márcia Doarte Araújo (coordenadora da equipe de exatas), profª. Valéria Maria de Nicolai Lorençatto (coordenadora Pedagógica do Ensino Fundamental II), e os professores de matemática Joel Ricardo Paro, Marcio Prieto, Rodolfo Martinez, sob a direção da profª. Rosimeire Campo Dall’orto Tognetta.

Ciências

Já na Olimpíada Nacional de Ciências o aluno Felipe Aredes Santos, do 9° ano, sob a orientação da professora Juliana Baller Orlandin, conquistou o Certificado de Menção Honrosa.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Em clima natalino, edição especial da Feira do Luar reúne centenas de pessoas

Publicado

em

Por

Centenas de pessoas prestigiaram a edição especial de Natal da “Feira do Luar” na noite dessa quarta-feira, dia 11. Como parte da programação do “Natal do Bem 2019”, a feira recebeu o Papai Noel que, em seu trenó iluminado, fez fotos com  as crianças e distribuiu doces. A festa foi animada ao som da dupla sertaneja Jorge e Cristiano.

A Feira do Luar é promovida pela Prefeitura de Sumaré e acontece todas as quartas-feiras, a partir das 17 horas, na Praça do Macarenko. Sempre com shows ao vivo, a feira também conta com food trucks e barracas que oferecem desde produtos de hortifruti até roupas, flores e utensílios em geral, além da feira de artesanato.

“Muito bom ver a família sumareense ocupando os espaços públicos, participando da programação e prestigiando o comércio local. A feira noturna já tornou tradição na cidade, sendo frequentada por moradores de todas as regiões que aproveitam o fim de tarde para encontrar os amigos, saborear um pastel, fazer as compras da semana, afinal, os produtos são sempre frescos e de qualidade!”, comentou o prefeito Luiz Dalben.

A Feira do Luar foi inaugurada em julho desse ano, na programação dos 151 anos de Sumaré. Em todas as feiras livres da cidade, a prefeitura implantou banheiros químicos e tambores para recolhimento de materiais orgânicos com o objetivo de organizar e melhorar a estrutura dos espaços.

Fim de ano

            A próxima Feira do Luar acontece normalmente no dia 18, quarta-feira. Na semana do Natal e Ano Novo, a realização será antecipada para a segunda-feira, dias 23 e 30. Será retomada às quartas-feiras no dia 8 de janeiro. Sempre a partir das 17 horas.

Continue Lendo