De volta ao lar: disparada de casos de Covid-19 impulsiona retorno do home office

A disparada dos casos de Covid-19 está levando as empresas a retomarem o trabalho em home office. A estratégia é para tentar frear a contaminação entre os colaboradores, já que a variante Ômicron é mais contagiosa.

Na empresa É PRA JÁ Impressões Inteligentes, localizada em Sumaré, quase metade dos colaboradores voltou a trabalhar em home office. A medida, que já tinha sido adotada durante o pico da pandemia, foi a solução encontrada para tentar proteger os colaboradores da nova onda da pandemia.  Apenas os funcionários que atuam no atendimento direto ao público estão trabalhando de forma presencial.

Na empresa, as medidas sanitárias, como uso de máscara e álcool em gel, foram reforçadas para garantir a segurança de quem continua trabalhando no escritório.

Além de retomar o trabalho remoto, a empresa também intensificou a testagem. Os colaboradores que testaram positivo para a Covid-19 foram afastados do trabalho. Todos se recuperam em casa.  

Cristiano Anselmo, CEO da É PRA JÁ, explica que a empresa segue monitorando a situação da pandemia na cidade e no país e adota as medidas necessárias de acordo com as orientações das autoridades. “Estamos todos em alerta, reforçando os cuidados para atravessarmos esse período crítico da melhor maneira possível”, afirma.


A empresa, que trabalha com locação e venda de PCs, notebooks, impressoras, aparelhos celulares, entre outros equipamentos e soluções, também sentiu um novo aumento na procura pelos equipamentos. Anselmo explica que muitos clientes que já estavam trabalhando 100% de forma presencial voltaram a comprar e alugar máquinas para disponibilizar aos colaboradores que retornaram ao home office.