Connect with us

Nossa Cidade

Defesa Civil de Sumaré monitora Ribeirão Quilombo e faz recomendações

Published

on

O volume de chuva registrado em Sumaré nas últimas 72 horas foi de 23,5mm. De acordo com a Defesa Civil da Prefeitura, não houve queda de árvores e não há pontos de alagamento na cidade até o momento.

O órgão trabalha 24 horas, monitorando o Ribeirão Quilombo, cujo nível encontra-se normal; também monitora os pontos mais críticos da cidade. A prevenção é a melhor solução, portanto o ideal é adotar algumas medidas de segurança durante o período chuvoso.

Em casos de destelhamento devido aos ventos fortes, por exemplo, a orientação é permanecer dentro da residência e procurar abrigo (mesa ou cama), para evitar ser atingido por cacos e pedaços de telha.

Quando as chuvas forem acompanhadas de raios, é importante não usar telefone ligados em tomadas e não ficar próximo de canos, janelas e portas metálicas. A orientação do órgão é não utilizar equipamentos ligados à rede elétrica, principalmente se tiverem sido molhados, pois há risco de choque elétrico e curto-circuito.

Durante as chuvas, é recomendável não entrar em piscinas ou lagos por conta do risco de raios e descargas elétricas. Em rios e cachoeiras, o problema é agravado pela possibilidade de tromba d’água. Como a tendência dos raios é percorrer o caminho mais curto entre o solo e a nuvem onde foi produzido, não é recomendado estar perto de árvores ou estruturas metálicas.

No caso de inundações, se começar a entrar água dentro de casa, a orientação é desligar o disjuntor para evitar o risco de eletrocussão. O religamento da rede só deve ocorrer depois que ela for revisada, para que não haja colapso no sistema. Em caso de emergências ligar para 193 Bombeiros Municipais e a Defesa Civil Municipal pelo 199.

A Defesa Civil faz as seguintes recomendações:

* Não se arrisque em enchentes e enxurradas, pois elas podem esconder muitos perigos

* Não fique ou deixe crianças na enxurrada, pois correm o risco de ser arrastados ou se afogarem

* Se chover forte, aguarde estiar para sair de casa, pois a pressa pode colocar em risco e custar a vida

* Evite trafegar em áreas de inundação ou em ruas sujeitas a alagamentos

* Mantenha equipamentos elétricos distantes da água

* Não se abrigue ou estacione seu veículo debaixo de árvores

* Dirija com segurança e verifique se os faróis, lanternas e limpadores de para-brisa estão ligados

* Retire aparelhos elétricos da tomada, pois há risco de choque elétrico

* Se estiver em local aberto durante uma tempestade, procure abrigo e evite ficar em topos de morros e prédios

* Em caso de inundação, se estiver dentro do carro, saia pela janela ou suba no teto

* Em caso de rajadas de vento forte: não se abrigue debaixo de árvores, pois há leve risco de queda e descargas elétricas; e não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda

* Caso perceba fendas ou rachaduras com surgimento de minas d’água dentro

* Não segurar objetos metálicos longos, como varas de pesca e tripés

* Não empinar pipas ou aeromodelos com fio

* Não andar a cavalo

* Não permanecer na água

* Evitar lugares que ofereçam pouca ou nenhuma proteção contra raios, como pequenas construções não protegidas (celeiros, tendas ou barracos) e veículos sem capota, como tratores, motocicletas ou bicicletas

* Não permanecer em áreas abertas, como campos de futebol, quadras de tênis e estacionamentos

* Não permanecer no alto de morros ou no topo de prédios

* Não se aproximar de cercas de arame, varais metálicos, linhas elétricas aéreas e trilhos

* Nunca se abrigue debaixo de árvores isoladas.

Nossa Cidade

Sumaré fecha comercio

Published

on

De acordo com a nova determinação do Governo do Estado e deliberação do Comitê Municipal de Proteção e Enfrentamento ao Coronavírus, a partir de seis de julho, somente os comércios dos serviços essenciais poderão funcionar em Sumaré, tais como das áreas da saúde, alimentação, abastecimento, segurança e limpeza. A medida foi tomada devido à Região Metropolitana de Campinas ter retornado para a fase vermelha do Plano São Paulo.

Poderão permanecer em atividade os estabelecimentos de venda de produtos alimentícios (hipermercados, supermercados, minimercados, mercearias e afins, padarias, açougues, peixarias, feiras livres (feira food – não consumir alimentos no local), quitandas, padarias, centros de abastecimento e congêneres, restaurantes e lanchonetes (somente com operações de delivery e drive-thru).

Também poderão manter as atividades os serviços e produtos de saúde (farmácias, drogarias, clínicas médicas e laboratórios) e postos de combustível, loja de conveniências, loja de alimentação para animais, distribuidora de gás e lojas de venda de água mineral.

A relação de estabelecimentos poderá ser reavaliada a qualquer momento, dependendo da fase epidemiológica do contágio e da evolução dos casos no Município. A Prefeitura irá intensificar a fiscalização dos estabelecimentos, orientando os comerciantes e clientes.   

Os estabelecimentos deverão observar todas as recomendações sanitárias já determinadas pelo Ministério da Saúde e OMS (Organização Mundial da Saúde), como o controle do fluxo de pessoas limitado, exigência do uso da máscara de proteção, higienização constante do ambiente e a disponibilização de álcool em gel para a constante higienização das mãos, tanto para funcionários quanto para clientes.

 Em Sumaré, o plano de contingência contra o coronavírus começou em janeiro. A Prefeitura já ampliou os leitos das UPAs Matão e Macarenko, todas as unidades de saúde da atenção primária estão voltadas também para o atendimento do coronavírus, seguindo os critérios do Ministério da Saúde, caso necessite utilizar seus espaços para tratamento da doença, porém, sem prejuízo dos demais atendimentos. Além disso, a Secretaria de Saúde disponibiliza unidades de referências específicas em cada região para tratamento da Covid-19.

Os moradores que apresentarem sintomas leves da doença, por exemplo, devem procurar a unidade localizada na sua região: Região Central/Rural (UBS Veccon), Região do Matão (UBS Matão), Região do Picerno (UBS Bordon), Região do Maria Antonia (UBS Florely), Região da Área Cura (UBS Ypiranga) e Região de Nova Veneza (PA-CIS Nova Veneza, segunda entrada).  Além disso, está em andamento a implantação de um hospital de campanha no antigo hospital Madre Theodora, na região de Nova Veneza. A previsão é que sejam implantados 20 leitos viabilizados pelo Município, com estrutura para ampliação de mais 56 leitos viabilizados pelo Governo do Estado.

Continue Reading

Nossa Cidade

Prefeitura de Sumaré apoia mudanças na dinâmica operacional do “turismo business” em tempos de pandemia

Published

on

Turismo responsável, limpo e seguro! É dessa maneira que o Conselho Municipal de Turismo de Sumaré (COMTUR) – órgão da Prefeitura e que funciona como um instrumento de estímulo ao desenvolvimento turístico sumareense – tem apoiado os locais de hospedagens nesse período de pandemia, que mudou a vida cotidiana das pessoas em todo o mundo, afetando diretamente o setor de viagens. Ou seja, um dos mercados que mais sentiu os efeitos da crise provocada pelo isolamento social é o da hotelaria. Para não sofrer tanto impacto com essa situação e, ao mesmo tempo, preservar a saúde e segurança dos hóspedes, colaboradores e fornecedores os hotéis do Município adotaram mudanças na dinâmica operacional e têm funcionado com ações focadas no bem-estar, seguindo os protocolos oficiais, garantindo o conforto e a qualidade no atendimento dos clientes.

A cidade conta com 7 hotéis, 1 acampamento e um Centro de Convenções para eventos com capacidade para acomodar 5.500 hóspedes. Todos fazem parte do turismo de negócios na região, com uma taxa de ocupação de hóspedes que varia entre 80 a 100% durante a semana. A maioria é formada por empresários e trabalhadores de outras localidades que vêm trabalhar e fazer cursos nas empresas de Sumaré. Segundo pesquisa sobre demanda turística na RMC (Região Metropolitana de Campinas) o público-alvo que identifica a região é a business (negócios). Atualmente, dezessete – das 20 cidades que compõem a RMC – fazem parte do Mapa do Turismo Brasileiro, entre elas, Sumaré.

 

O Comtur tem dois representantes nesse segmento – o Acampamento Batista e o Hotel Jaguary. Toda a rede hoteleira de Sumaré tem adotado várias medidas visando garantir a segurança dos hóspedes, sendo boa opção para hospedagem nesse período de isolamento social. O Hotel Jaguary, por exemplo, segue à risca as normas de saúde. Os colaboradores usam máscara, além de realizar constantemente a desinfecção de todos os cômodos do prédio. O álcool em gel também é disponibilizado em todas as áreas de uso comum, e o distanciamento de 2 metros entre as mesas na hora do café da manhã é mantido. E o que é muito interessante, os hóspedes contam com tarifas solidárias.

 

Outra novidade no atendimento para que o cliente se sinta seguro ao se hospedar é que os apartamentos foram transformados em ‘escritório’ (Room Office). A inovação visa beneficiar cada vez mais seus hóspedes. “A rede hoteleira de Sumaré está surpreendendo nesse período de pandemia, seguindo as normas recomendadas pelos órgãos de saúde, em prol do bem-estar, saúde e segurança, tanto dos hóspedes como dos próprios colaboradores e fornecedores”, elogiou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Claudio Padovani.

“Temos muito a oferecer em nossa cidade, e não mediremos esforços para, juntamente com o Conselho de Turismo, promover o desenvolvimento do setor e tornar nosso Município polo de turismo, inclusive apoiar os setores nesse período difícil que estamos passando, sempre respeitando as normas de segurança”, destacou o prefeito Luiz Dalben.

COMTUR

Sumaré é um município que conta com vários atrativos turísticos, com forte tendência ao turismo business. Por isso, o COMTUR tem representantes de vários segmentos, tanto do setor público (Secretarias Municipais de Desenvolvimento Econômico; Cultura, Esportes e Lazer; Meio Ambiente e Educação), e privado (Hotéis e Agências de Viagens, Guias de Turismo, Restaurantes e Bares, Artesãos, Assentamentos, Imprensa e Turismólogos).

Além de promover e estimular as atividades ligadas ao turismo sumareense é de atribuição do Comtur elaborar e aprovar o Calendário Turístico do Município, e monitorar o crescimento do turismo local, a partir da melhoria da prestação dos serviços turísticos oferecidos. Ou seja, atua na execução de diretrizes por meio dos órgãos municipais e dos serviços prestados pela iniciativa privada com o objetivo de prover a infraestrutura adequada ao fortalecimento do turismo em todos os seus segmentos, bem como o avanço da indústria turística.

Acampamento Batista conta com dormitórios paraacomodar 316 hóspedes, num lindo e amplo espaço em meio à natureza. Está localizado naRua da Represa s/nº. Mais informações na página https://www.facebook.com/acampamentobatistasumare/ ou pelo telefone 3873.1944. A Estância Árvore da Vida acomoda 5.500 clientes em hospedagens exclusivas para eventos. O espaço fica na Estrada Granja Portão Pesado, s/n. Informações www.estanciaarvoredavida.com.br ou pelo fone 3116.9287.

Fildi Hotel – Rua Franm, 58 – Jardim Santa Maria, na região de Nova Veneza, em frente à Rodovia Anhanguera. Informações: www.fildihotel.com.br ou pelo telefone 4009.5100.

Hotel Jaguary – Rua Luis José Duarte, 199, Centro. Informações: www.jaguarysumare.com.br ou pelo telefone 3883.8400.

Hotel Marfim I (Rua José Maria Barroca, 57). Informações: www.hotelmarfim.com.br ou pelos telefones 3828.3347 e 3873.6142.

Hotel Marfim II (Rua Benedito Simeão de Camargo, 113, Parque Franceschini). Informações: www.hotelmarfim.com.br ou pelo telefone 3828.4680.

Hotel Menegon -Avenida São Judas Tadeu, 321, no Jardim São Judas Tadeu. Informações: www.hotelmenegon.com.br ou pelo telefone 3864.9336.

Hotel Santa Rita – Rua Antônio Jorge Chebab, 1.319, Centro. Informações: www.hotelsantarita.com.br ou pelo telefone 3873.6610.

Hotel Tangará -Rua Ipiranga, 405, Centro. Informações: www.facebook.com/hoteltangarasumare ou 3873.5797.

Continue Reading

Nossa Cidade

Obras de duplicação e revitalização da “Estrada da PPG” não atrapalham trânsito

Published

on

As obras de duplicação e revitalização que a Prefeitura de Sumaré está executando na Estrada Municipal Américo Ribeiro dos Santos, mais conhecida como “Estrada da PPG”, não atrapalham o trânsito. Mesmo com homens e maquinários trabalhando no local, o tráfego flui normalmente em ambos os lados nessa importante via de acesso à região da Área Cura, pela Rodovia Anhanguera (km 107). Após receber, no último domingo, duas redes de água pluvial, com tubos de concreto reforçados, a passagem da ponte existente no local está sendo preparada para a pavimentação. Nessa sexta (03), as equipes da Secretaria Municipal de Serviços Públicos fazem as melhorias de tratamento no solo do leito ‘carroçavel’ – via lateral de acesso à empresa PPG – devido estar localizada numa baixada com grande concentração de umidade. Ao todo, a Administração Municipal vai pavimentar 1,5 quilômetros de extensão da via, além do recapeamento do trecho já existente. O pacote de melhoramentos inclui ainda ciclovia, canteiro central, arborização, iluminação pública e calçada para pedestres. E as benfeitorias na passagem da ponte fazem parte da obra.

“O acesso ao bairro não foi comprometido em nenhum momento. Nossas equipes trabalham no local e o trânsito segue liberado a fim de não prejudicar os moradores. É uma obra complexa porque existe essa ponte que precisava de nova tubulação, já que no local há uma passagem da adutora que abastece os Jardins São Judas e Aclimação, e cabeamentos de empresa de telefonia, inclusive fibra ótica. Tão logo essa etapa seja concluída, o trecho será pavimentado”, explicou o prefeito Luiz Dalben.

Em breve, os moradores contarão com mais esse benefício. “Essa obra é mais um grande investimento em mobilidade urbana que fazemos e que contribuirá para o desenvolvimento não só da Área Cura como de toda a cidade, já que se trata de uma via que tem papel fundamental para os moradores; e essa duplicação vai melhorar a estrutura, fluidez e segurança dos usuários”, concluiu o Chefe do Executivo sumareense.

Continue Reading