Connect with us

Geral

Defesa Civil emite aviso aproximação de frente fria

Publicado

em

A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil informa que os atuais modelos meteorológicos apontam a aproximação de uma frente fria na próxima sexta-feira (2). Já no sábado (3), a frente fria avança para o Sudeste e a condição para pancadas de chuva persiste, porém, desta vez, espalhada por todo o Estado.

O aviso foi emitido nesta quarta (31/07), até o momento não há risco para tempestade severa, porém os volumes de chuva podem girar em torno dos 40mm na Região Metropolitana.

Há risco para queda acentuada da temperatura a partir de sexta-feira (2), no período noturno. Uma massa de ar polar atua após a passagem desta frente fria e provoca intensa sensação de frio. 

O pico do frio será na manhã do domingo (4), com mínima de 8°C e sensação térmica de 5°C em alguns pontos. Nas demais regiões paulistas também há condição para o frio intenso, principalmente no período da manhã. Mesmo com a presença do Sol a temperatura não sobe muito ao longo do dia e a sensação será de frio durante a tarde.

Segundo a previsão é que o frio intenso segue até pelo menos segunda-feira (5), quando a massa de ar polar perde força. A temperatura aumenta gradativamente ao longo da semana e a sensação de frio diminui aos poucos.

“O maior risco nessas ocasiões são de hipotermia severa, que pode desencadear a morte, se não houver intervenções necessárias, por isso antecipar as ações são de extrema importância, reforçamos que o poder publico trabalha em conjunto com outras instituições, e que as pessoas em situação de rua e, em maior vulnerabilidade social, os que aceitarem serão devidamente encaminhados a esses abrigos provisórios” orienta Cadu, Superintendente de Proteção e Defesa Civil de Sumaré.

Em casos de emergência, orientamos a ligar aos órgãos emergenciais.

Corpo de Bombeiros Municipal 193;
SAMU 192;
Policia Militar 190;
Defesa Civil 199.

Geral

Projeto de lei de Deputado Dalben que assegura ao aluno deficiente prioridade na matrícula

Publicado

em

Por

De autoria do deputado estadual Dirceu Dalben (PL), o Projeto de Lei nº 463/2019, que assegura ao aluno deficiente prioridade na matrícula em escola pública estadual mais próxima de sua residência, recebeu parecer favorável da Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) nesta terça-feira, dia 1º. A proposta também já havia sido aprovada pelas comissões de Educação e Cultura e Constituição, Justiça e Redação.

Além de assegurar aos alunos portadores de qualquer tipo de deficiência a matrícula na escola estadual mais próxima de sua residência, o projeto de lei também prevê que as unidades de ensino promovam a devida acessibilidade para o atendimento desses alunos, seja estrutural, comunicacional ou em recursos humanos, com profissionais qualificados.

“Com este projeto de lei, nosso objetivo é garantir a todos, sem distinção, o acesso à Educação e ao conhecimento, além de assegurar o pleno desenvolvimento dos alunos com deficiência, promovendo a inclusão social e oferecendo a eles mais qualidade de vida”, explicou o deputado.

Durante a reunião da Comissão de Finanças, a proposta foi elogiada por outros parlamentares. Os deputados Paulo Fiorillo e Welington Moura destacaram que o projeto de lei beneficia não só as crianças, mas também seus responsáveis. O deputado Alex de Madureira completou explicando sobre os benefícios aos alunos autistas, que muitas vezes apresentam dificuldades em utilizar o transporte público.

“As crianças portadoras de alguma restrição de locomoção, seja física ou intelectual, não podem ficar fora da escola por este motivo, devendo o estado criar mecanismos que assegurem o aprendizado e o convívio no ambiente escolar”, reforçou Dalben.

O projeto segue agora os trâmites da Casa de Leis, para posterior apreciação dos deputados estaduais em sessão plenária. 

Continue Lendo

Geral

Pandemia muda campanha e Santinho Digital é solução para chegar ao eleitorado

Publicado

em

Por

Empresa de Sumaré cria ferramenta adaptada para o novo normal eleitoral

A pandemia do novo coronavírus impôs uma série de mudanças às eleições municipais de 2020, como dispensa da identificação por biometria e alterações nas datas de votação. As campanhas também terão de se adaptar ao novo cenário, já que o distanciamento social é uma das principais medidas para conter a contaminação da Covid-19. As estratégias do corpo a corpo deverão dar cada vez mais espaço à campanha digital.

De olho no novo normal eleitoral, a empresa Trend Cards, com filial em Sumaré, criou a plataforma Santinho Digital. Os sócios da empresa Marlon Rodrigo Malachias, especialista em Marketing Digital, Rafael Mello, especialista em experiência do usuário, e Paulo Henrique Santos, responsável pela Divisão de Marketing Político, explicam que a solução é mais que uma versão digital do santinho impresso. “É um conjunto de ferramentas que aproxima o candidato dos eleitores. A pandemia deve restringir as estratégias do corpo a corpo e as ferramentas digitais são o caminho para o candidato chegar ao maior número de eleitores possível”, comenta Marlon.

O Santinho Digital é composto por três produtos. O primeiro é o Cartão Digital, com foto, links para redes sociais e WhatsApp para o período pré-campanha.

O segundo produto é o Santinho Digital de Campanha que, além dos recursos do Cartão Digital, traz o número oficial do candidato, logo do partido e pode conter foto ao lado do candidato a prefeito.

E o terceiro produto é o Site Personalizado, onde o candidato pode compartilhar sua proposta, opinião e trajetória. O site também tem ferramentas de engajamento permitidas pela Justiça Eleitoral, como captura de e-mail por meio de chatbot e link para plataformas para captação de doações.

Para os criadores da ferramenta, a solução reforça a presença digital do candidato, aumentando a sua reputação e também a do partido. “As eleições municipais de 2020 serão as mais digitais da história, principalmente em função dos efeitos da pandemia. O Santinho Digital é uma maneira moderna e inteligente de chegar ao eleitor”, comenta Paulo Henrique.

Além do alcance, outra vantagem desta tecnologia está relacionada ao cuidado com o meio ambiente. Nem sempre os santinhos impressos são descartados nos locais apropriados e acabam virando lixo nas ruas, principalmente nos dias de votação, uma prática que tem sido cada vez mais repudiada pelos eleitores. “O Santinho Digital elimina este problema e mostra a consciência do candidato com as questões ambientais”, avalia Rafael. Mais informações sobre a ferramenta estão no site: www.santinhodigital.tk

Continue Lendo

Geral

Frente fria pode causar gripes, resfriados e alergias

Publicado

em

Por

Após a chuva, uma massa de ar polar deve chegar ao Estado de São Paulo nesta semana, derrubando as temperaturas.

A alternância de umidade elevada, devido às chuvas, e ar mais seco, de quando sai o sol, com temperaturas mais altas e mais baixas, é a condição ideal para a dissipação de vírus, ainda mais que este é um período em que as pessoas ficam mais tempo em ambientes fechados. Soma-se a isso o fato de o corpo humano não gostar de grandes oscilações na umidade e temperatura do ar, já é de se esperar uma onda de gripe, resfriado e alergias.

Típicos do inverno, nem sempre a pessoa precisa ir ao pronto atendimento ou hospital. Para quem está em dúvida, o Sistema Hapvida oferece atendimento on-line no conforto da casa, é a teleconsulta.

Sintomas como coriza, espirros, obstrução nasal são os problemas de saúde mais comuns e confundem as pessoas que, sem ter clareza do diagnóstico, muitas vezes acabam agravando seus quadros de saúde com a automedicação.

A alergia respiratória se caracteriza por coriza, espirros, coceira no nariz, obstrução nasal, normalmente sem febre, que aparecem de forma repentina. A obstrução nasal e os espirros também estão presentes no resfriado comum e ocorrem gradualmente em torno de 2 a 3 dias, explica a alergista do Hapvida, Adriana Miranda Melo.

O frio e a alta umidade favorecem a dispersão de alérgenos no ar, o que facilita o aparecimento dos sintomas, acrescenta ela.

Já o estado gripal é um pouco diferente. “Ele vem com febre, queda do estado geral, dores no corpo, e mais todos os sintomas iguais ao da alergia. As condições também se diferem no que diz respeito à duração da doença. O quadro de resfriado e gripe sem complicações duram de 7 a 10 dias e as alergias podem perdurar por muito tempo, dependendo da exposição ao alérgeno causador”, ressalta a médica. Agora, se os sintomas incluem dor de cabeça, secreção nasal abundante e dor na face, pode se tratar de sinusite que, segundo a médica, é inflamação da mucosa dos seios da face, região do crânio formada por cavidades ósseas ao redor do nariz, maçãs do rosto e olhos. “Ela pode ocorrer devido a uma infecção viral ou bacteriana ou ser secundária a quadro alérgico ou qualquer fator que atrapalhe a correta drenagem de secreção dos seios da face”, esclarece a alergista.

Mas Adriana ressalta que apenas um médico pode fazer a correta diferenciação das doenças e posterior tratamento. “O tratamento do resfriado comum e da gripe é de suporte, com o tratamento dos sintomas. No caso da rinite, faz se necessário a utilização de medicações específicas prescritas pelo alergista, como os anti histamínicos, corticoide nasal, entre outros”, alerta a médica. O diagnóstico rápido e com a comodidade de não precisar sair de casa, o que é importante em época de pandemia, ajuda na recuperação mais rápida. Com este objetivo, o Sistema Hapvida oferece o serviço de teleconsulta.

O beneficiário pode, no conforto de sua casa, consultar-se com um médico que vai avaliar os sintomas e, se necessário, prescrever receita e dar atestado. Como consulta presencial, o paciente tem direito a retorno para que um médico acompanhe a evolução do quadro. “Quando os sintomas são muitos graves, as pessoas devem buscar uma unidade hospitalar, caso contrário, por meio da teleconsulta, o médico vai avaliar o paciente e solicitar, se preciso, que vá até uma unidade para um tratamento mais específico. Isso evita a ida desnecessária a uma emergência quando apresentam sintomas leves que podem ser tratados em casa”, explica José Luciano Monteiro Cunha, diretor corporativo de Telemedicina do Sistema Hapvida.

Continue Lendo