quinta-feira, Maio 24

Educação de Sumaré participa de encontro da RMC para definir protocolos de educação especializada

 

Sumaré, 27 de março de 2018

 

A equipe do Núcleo da Inclusão da Secretaria de Educação de Sumaré participou na semana passada de um encontro com as cidades da RMC (Região Metropolitana de Campinas) para iniciar a elaboração de um protocolo de AEE (Atendimento Educacional Especializado). Foi a primeira reunião intermunicipal, com o objetivo de padronizar o atendimento na região.

O encontro visa à elaboração de um documento único que será válido para todas as cidades da região, no âmbito assistencial dos alunos que necessitam de um reforço pedagógico. “Neste primeiro encontro discutimos as necessidades de cada cidade, trocamos experiências e esclarecemos algumas dúvidas. Nas próximas reuniões, iremos definir os protocolos de atendimento focando em três eixos: quem, para quem e como. Com essa unificação, definiremos as funções de cada profissional, que podem variar de acordo com a cidade, e quais as ações para os diferentes casos apresentados, por exemplo”, explicou a secretária de Educação, Mirela Cia Medeiros.

O AEE visa ampliar o trabalho desenvolvido com os alunos da educação especial, elaborando e organizando recursos pedagógicos e de acessibilidade para aqueles que precisam de qualquer atendimento educacional especializado nas escolas. Por meio de uma equipe multidisciplinar, o atendimento complementa ou suplementa a formação do aluno. O atendimento ocorre em salas multifuncionais, adaptadas e com materiais adequados.

Sumaré conta com 17 salas de recursos de AEE, que atendem a cerca de 300 alunos com laudos médicos da rede. São 27 professores com formação especial que acompanham os estudantes. O trabalho é desenvolvido pelo CIRASE (Centro Integrado de Recursos de Aprendizado e Saúde Escolar), que oferece apoio aos alunos com dificuldades e/ou distúrbios de aprendizagem. Todas as ações são supervisionadas pelo Núcleo de Inclusão da Secretaria de Educação.

“Nosso empenho é para garantir uma política pública de inclusão na Educação Municipal da forma mais completa possível. Nossas ações estão voltadas à melhoria da qualidade de ensino, garantia de direitos, oportunidades de acesso e permanência na escola, e à oferta de serviços públicos que correspondam às expectativas de nossas comunidades escolares”, disse o prefeito Luiz Dalben.