Connect with us

Policial

Jardineiro é morto e irmã atribui culpa a família rival

Publicado

em

Uma briga entre famílias rivais terminou com o assassinato do jardineiro Carlos Alberto de Oliveira, 40, anteontem no Jardim Davina, em Sumaré. De acordo com informações da polícia, policiais militares foram acionados para atender à ocorrência e, quando chegaram ao local, o homem havia sido socorrido por vizinhos e levado ao HES (Hospital Estadual de Sumaré).

Segundo o BO (boletim de ocorrência), o jardineiro estava em frente a um bar quando dois indivíduos a bordo de um Gol prata desceram armados e efetuaram disparos em sua direção.
Oliveira correu para a casa, ao lado do bar, onde acontecia uma festa de aniversário.

Segundo relato à polícia da mulher do jardineiro, F.F.M., 30, no momento em que Oliveira tentava chegar à sua casa, ela saiu e viu um homem voltar e fazer mais dois disparos contra ele, que estava caído no chão. Os dois homens armados entraram no carro fugiram do local.

Ao entrar na casa do jardineiro para solicitar documentos pessoais, os policiais encontraram no maleiro do guarda-roupa, em local visível, quatro cartuchos de calibre 36 e um de calibre 38. A mulher não soube dar informações sobre as munições.

De acordo com o relato da irmã de Oliveira, E.L.C.O., 46, à polícia, o crime teria sido cometido por uma briga entre a sua família e uma outra família, que mora no Parque Jatobá.

VÁRIAS MORTES
Segundo a irmã contou aos policiais, vários membros da sua família e da outra, cuja identidade não foi fornecida à polícia, já foram assassinados por essa rivalidade, cujos motivos não foram detalhados na ocorrência.

Oliveira deu entrada no HES com parada cardio respiratória e morreu no local. O sepultamento do corpo foi realizado ontem no Cemitério da Saudade, em Sumaré.

O muro do bar e da casa, uma moto e um Gol, que estavam estacionados nas proximidades do crime, foram atingidos pelos disparos.

Fonte: tododia.com.br

Policial

POLICIAIS DA 1°CIA FECHAM BAILE FUNK EM SUMARÉ.

Publicado

em

Por

Na noite de Sábado (09) a equipe policial juntamente com Comando de Grupo Patrulha em cumprimento da Ordem de Serviço, que versa sobre Operação conjunta com a GCM (Guarda Civil Municipal) pela Avenida da Amizade, PQ. Euclides Miranda foi constatado que se tratava de um baile funk.

Pelo local foi encontrado aproximadamente 200 pessoas menores de idades consumindo bebida alcoólica, pelo local contatado com o responsável e indagado sobre alvará de funcionamento, sendo que não possuía, foi elaborado uma notificação de lacração do estabelecimento.

Dentro do local abordado um indivíduo e localizado certa quantidade de drogas (lança perfume), indagado sobre as drogas alegou que estava na prática de vendas pelo evento e no seu veículo foi realizado a busca veicular e encontrado mais drogas.

Diante do exposto acima conduzido partes e objetos ao plantão policial, juntamente com os menores e seus responsáveis, onde a autoridade policial tomou ciência dos fatos, onde o responsável foi autuado em flagrante, ficando o indivíduo a disposição da justiça.

Continue Lendo

Policial

Prefeito de Sumaré foi vitima de suposta tentativa de assalto

Publicado

em

Por

O prefeito Luiz Dalben esteve na Prefeitura de Sumaré ao longo de toda terça-feira, dia 5 de janeiro, para cumprir compromissos do governo. Pela manhã, conduziu reuniões individuais com os secretários municipais, além de outros despachos importantes para o andamento de projetos, obras e ações do Poder Executivo.

No período da tarde, o prefeito participou de uma reunião para a instalação do comitê municipal de combate ao descarte irregular de resíduos sólidos no município. Também esteve na Prefeitura de Nova Odessa para uma reunião com o prefeito eleito Cláudio José Schooder, o “Leitinho”, onde esteve até 17h30, e, retornou à Prefeitura de Sumaré para seu último compromisso de agenda, onde permaneceu até 19h30.

Após um dia muito produtivo de trabalho, por volta das 22 horas, o prefeito de Sumaré, Luiz Dalben (Cidadania), estava a caminho de um sítio, na área rural de Itatiba, para encontrar com a família quando, no percurso, formado por estrada de terra, foi abordado por indivíduo armado que saiu de um veículo prata. O prefeito Luiz Dalben arrancou com o seu carro e fugiu do local, sem sofrer maiores ameaças.

A Polícia Militar conseguiu efetuar a abordagem de indivíduos que poderiam estar envolvidos na suposta tentativa de assalto e foi registrado Boletim de Ocorrência. A abordagem policial ocorreu no local da suposta tentativa de assalto e acredita-se que o mesmo grupo tenha tentado abordar outras vítimas. O andamento das investigações será conduzido de acordo com o protocolo policial.

“Graças a Deus está tudo bem. Foi um grande susto, mas, com a proteção de Deus, estou bem e com minha família. Agradeço a preocupação e o carinho de todos”, disse o prefeito Luiz Dalben, que mantém sua agenda desta quarta-feira, dia 6 de janeiro, normalmente.

Continue Lendo

Policial

Durante “fase vermelha temporária” de fim de ano, GM de Sumaré fecha eventos com aglomeração

Publicado

em

Por

A Guarda Civil Municipal de Sumaré realizou 39 ações de fiscalização entre os dias 25 e 27 de dezembro de 2020 e de 1º a 3 de janeiro de 2021, resultando no fechamento de 28 locais – entre bares e chácaras onde aconteciam eventos com aglomeração – durante a “fase vermelha temporária” do Plano São Paulo – que determinou medidas restritivas específicas ao funcionamento do comércio com o objetivo de barrar o avanço do contágio pela Covid-19.

            “Na ocasião, os fiscais de postura da GM reforçam as orientações sobre o cumprimento do decreto estadual e também da ‘Lei do Silêncio’, que diz respeito à poluição sonora, perturbação do sossego público, preservação da ordem e do bem-estar social. As operações acontecem a qualquer momento mas, principalmente, no período da noite e são programadas de acordo com as denúncias que a GM recebe”, completou o prefeito Luiz Dalben.

A população pode colaborar com o trabalho da GM, registrando as reclamações e denúncias pelo 156 da GM ou pelos telefones 3873-2656 (Guarda Municipal) e 190 (Polícia Militar).

Na prática, durante o período de “fase vermelha” apenas serviços essenciais, como farmácias, padarias e mercados, podem funcionar. O consumo local em bares e restaurantes não é permitido.  Assim como outras cidades do Estado, Sumaré retornou à Fase Amarela do plano de flexibilização da quarentena nessa segunda-feira, dia 4.

Continue Lendo