Connect with us

Geral

Motorista não precisa mais ir ao Detran.SP para renovar habilitação

Publicado

em

Disponível em 85 cidades, renovação simplificada da CNH será expandida a todo Estado

Renovar a carteira de motorista sem ir ao Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) já é uma realidade em 85 cidades do Estado. Solicitado pelo portal, o serviço de renovação simplificada reaproveita a última coleta biométrica do cidadão (foto, assinatura e digitais) e emite automaticamente a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), sem envolver unidades de atendimento, modernizando o processo e reduzindo a demanda presencial.

Para receber o documento em casa, basta agendar os exames médico e psicotécnico no portal do Detran.SP (detran.sp.gov.br), ir à clínica e pagar a taxa de emissão e de envio pelos Correios. O valor total é de R$ 54,77.

“Antes, o motorista tinha de se deslocar três vezes até uma unidade do Detran de São Paulo para confirmar os dados e a biometria, retornar com o laudo médico e, por fim, retirar o documento. Agora isso acabou”, explica Jânio Loiola, diretor de Atendimento ao Cidadão do Detran.SP.

O serviço está disponível para condutores com CNH A (moto), B (automóvel) e A/B. Juntas, essas categorias representam 82% do total de 24 milhões de habilitações registradas no Estado. Já a renovação corresponde a mais de 50% dos serviços de CNH realizados nos postos do Detran.SP. Ao todo, são cerca de 300 mil renovações mensais.

Está apto à renovação simplificada, quem tem CNH vencida ou a vencer em 30 dias, com foto e em situação regular (não estar suspensa ou cassada). Se houver necessidade de alterar dados (nome de casado, endereço, entre outros), bem como de nova coleta biométrica, ou caso o sistema identifique algum impedimento, o processo deverá ser efetuado presencialmente.

Confira a lista dos 85 municípios onde o serviço está disponível no momento: http://bit.ly/CidadesRenovaçãoSimplificada. Gradativamente, essa inovação será expandida a todo o Estado. No total, o Detran.SP disponibiliza 43 serviços de forma online em seu portal.

Veja abaixo o passo a passo da renovação simplificada:

1) Faça login no portal detran.sp.gov.br e acesse Renovação Simplificada em Serviços Online, no topo da página inicial;

2) Confirme os dados em tela e escolha as datas e os horários dos exames médico e psicotécnico (esse último só se exercer atividade remunerada, como taxista, por exemplo). Na capital, é possível escolher a macro e a microrregião também. O sistema agenda os médicos e informa todos os dados dos profissionais, como nome, endereço e telefone. Guarde esses dados, pois precisará deles para reagendar por telefone com a clínica, caso ocorra algum imprevisto e não possa comparecer;

3) Realize o exame médico e psicotécnico (se necessário). A taxa do exame médico é de R$ 87,55. O psicotécnico custa R$ 102,14. Os valores são fixos e devem ser pagos diretamente aos profissionais;

4) Pelo número do CPF, pague na rede bancária ou via internet banking a taxa de renovação da CNH com o custo de envio pelos Correios, no valor total de R$ 54,77, e aguarde a entrega em até sete dias úteis no conforto da sua casa.

A renovação de forma presencial continua sendo oferecida em todas as unidades do Detran.SP do Estado, pois a Renovação Simplificada é um serviço opcional.

Geral

Brasil registra 114 mortes e 3.904 casos confirmados de coronavírus

Publicado

em

Por

Todos os estados registraram casos e dez apresentaram óbitos: AM, CE, PE, PI, RJ, SP, GO, PR, SC e RS

Subiu para 3.904 os casos confirmados de coronavírus no Brasil. O número de óbitos também aumentou para 111.

De acordo com informações repassadas pelos estados ao Ministério da Saúde, até as 16h deste sábado (28), as mortes estão localizadas nos estados do Amazonas (1), Ceará (4), Pernambuco (5), Piauí (1), Rio de Janeiro (13), Goiás (1), Paraná (2), Santa Catarina (1) e Rio Grande do Sul (2). São Paulo continua registrando o maior número de casos e de mortes, são 84 óbitos no estado. Para manter a população informada a respeito dos casos e óbitos, o Ministério da Saúde atualiza diariamente os dados na plataforma de dados do coronavírus.

O painel traz as informações e permite uma análise do comportamento do vírus com o passar do tempo, além de um gráfico de dados acumulados apontando a curva epidêmica da doença. A plataforma está disponível para livre acesso no endereço: covid.saude.gov.br

IDUF/REGIÃOCONFIRMADOSÓBITOS 
NN% 
NORTE184 (4,7%)10,5% 
1AC25 
2AM11110,9% 
3AP4 
4PA17 
5RO6  
6RR12 
7TO9 
NORDESTE624 (16,0%)71,1% 
8AL14 
9BA128 
10CE31440,3% 
11MA14 
12PB14 
13PE6857,3% 
14PI1119,1% 
15RN45 
16SE16 
SUDESTE2.222 (56,9%)974,4%
17ES53
18MG205
19RJ558132,3%
20SP1.406846,0%
CENTRO-OESTE360 (9,2%)10,3%
21DF260
22GO5610,6%
23MS31
24MT13
SUL514 (13,2%)51,0%
25PR13321,5%
26SC18410,5%
27RS19721,0%%
BRASIL3.9041142,8%
Continue Lendo

Geral

Brasil registra 6 mortes por Coronavírus

Publicado

em

Por

Subiu para seis o número de mortes em decorrência ao coronavírus, causador da Covid-19. Nesta quinta-feira (19/03), o governo do Rio de Janeiro confirmou dois óbitos.

O Ministério da Saúde já havia contabilizado quatro mortes em São Paulo. Os registros fluminenses ainda não entraram no cálculo do governo federal.

Somente nesta quarta-feira (18/03) três mortes foram registradas. As vítimas são homens, com problemas de saúde e idades de 65, 81 e 85 anos. Todos foram atendidos em hospital privado da capital paulista.

O primeiro caso no Brasil de morte de pessoa infectada pelo novo vírus foi confirmado nesta terça-feira (17/03) em São Paulo.

Mortes desta quinta

Segundo a Secretaria de Saúde fluminense, a prefeitura de Miguel Pereira informou que uma mulher de 63 anos morreu. Ela era diabética e hipertensa, o que agrava o quadro de Covid-19.
A mulher apresentou sintomas no último domingo (15/03) e foi hospitalizada na segunda-feira (16/03). Ela morreu nessa terça-feira (16/03).

De acordo com as investigações das autoridades de saúde, ela teve contato com paciente confirmado que viajou ao exterior.

O paciente morreu na última terça-feira (17/03). Ele contraiu a Covid-19 do enteado, que havia chegado de uma viagem ao Estados Unidos.

Uma segunda morte foi registrada em Niterói. O homem de 69 anos estava internado em um hospital público.

Continue Lendo

Geral

Programa Nossa Casa abre inscrições para sorteio de moradias; veja as cidades

Publicado

em

Por

A Secretaria de Estado da Habitação, por meio da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), abre nesta quarta-feira (11) inscrições para participação de sorteios do Programa Nossa Casa em diversas cidades do Estado. O prazo vai até segunda-feira (16).

As moradias serão sorteadas em Borebi em cidades das regiões de Campinas, Presidente Prudente e Rio Preto. Para concorrer a uma das unidades habitacionais, o candidato deve fazer sua inscrição pelo site www.cdhu.sp.gov.br ou pelo aplicativo Kaizala, disponível gratuitamente nas lojas App Store e Play Store.

Ao acessar o site dentro do período indicado, procure o empreendimento de acordo com a sua cidade, na área de inscrições. O candidato precisa prestar bem atenção, pois só poderá se inscrever no empreendimento do município em que mora ou trabalha. Mais informações também pelo Alô CDHU: 0800 000 2348.

Região de Bauru (58 moradias)
– Borebi: inscrição entre 11/03 às 8h e 16/03 às 16h

Região de Campinas (176 moradias)
Período de inscrição:
– Itapira: entre 11/03 às 9h45 e 16/03 às 17h45
– Joanópolis: entre 11/03 às 9h30 e 16/03 às 17h30

Região de Itapeva (48 moradias)
– Barra do Chapéu: inscrição entre 11/03 às 9h45 e 16/03 às 17h45

Região de Presidente Prudente (282 moradias)
Período de inscrição:
– Presidente Prudente: entre 11/03 às 8h45 e 16/03 às 16h45
– Presidente Venceslau: entre 11/03 às 9h e 16/03 às 17h
– Alfredo Marcondes: entre 11/03 às 9h15 e 16/03 às 17h15

Região de Rio Preto (193 moradias)
Período de inscrição:
– Estrela d’Oeste: entre 11/03 às 8h15 e 16/03 às 16h15
– Icem: entre 11/03 às 8h30 e 16/03 às 16h30

Seleção

A seleção dos beneficiados será feita por sorteios públicos classificatórios. Só poderá se candidatar a um imóvel quem estiver morando ou trabalhando há pelo menos 5 anos na cidade que receberá o empreendimento e não pode ter sido beneficiado por nenhum programa habitacional. Outra exigência do programa é que o candidato esteja com o nome limpo, ou seja, sem nenhuma restrição de crédito para obter o financiamento ofertado pelas regras da Caixa Econômica Federal. Também não poderá possuir pendência com a Receita Federal.

Os imóveis vão atender famílias com renda entre 1,5 e 5 salários mínimos. A Secretaria de Habitação concederá subsídios de até R$ 40 mil, conforme a renda das famílias. Será possível contar ainda com subsídios federais e utilizar o FGTS no financiamento habitacional. Desta forma, o valor das prestações ficará compatível com a capacidade de pagamento das famílias.

Os empreendimentos serão viabilizados pela modalidade Nossa Casa-CDHU, que prevê na primeira etapa a construção de 11 mil moradias em 113 cidades em parceria com a Caixa Econômica Federal. Nesta modalidade, os terrenos são ofertados pelos municípios e a construção das moradias é realizada com recursos da Caixa e da Secretaria da Habitação, por intermédio da Agência Paulista. A CDHU já fez o credenciamento de empresas para a execução de 7.278 unidades da primeira etapa.

Continue Lendo