sábado, junho 23

Nota de Esclarecimento: Vacinação contra a Febre Amarela em Sumaré

Sobre a classificação recente da OMS (Organização Mundial da Saúde) de todo o Estado de São Paulo em área de risco para a febre amarela, a Prefeitura de Sumaré – por meio de sua Secretaria de Saúde e Vigilância Epidemiológica – esclarece que as cidades paulistas são consideradas áreas de risco para as pessoas que são de fora e entram no Estado.

Sumaré não está inclusa na relação de cidades em área de risco para a doença até o momento. Apenas 54 municípios fazem parte dessa lista, com recomendação para a vacinação fracionada de todos os moradores (Aparecida, Arapeí, Areias, Bananal, Bertioga, Caçapava, Cachoeira Paulista, Canas, Caraguatatuba, Cruzeiro, Cubatão, Cunha, Diadema, Guaratinguetá, Guarujá, Igaratá, Ilhabela, Itanhaém, Jacareí, Jambeiro, Lagoinha, Lavrinhas, Lorena, Mauá, Mongaguá, Monteiro Lobato, Natividade da Serra, Paraibuna, Peruíbe, Pindamonhangaba, Piquete, Potim, Praia Grande, Queluz, Redenção da Serra, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Roseira, Santa Branca, Santo André, Santos, São Bento do Sapucaí, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, São José do Barreiro, São José dos Campos, São Juís do Paraitinga, São Paulo, São Sebastião, São Vicente, Silveiras, Taubaté, Tremembé, Ubatuba). A listagem é atualizada constantemente e pode ser consultada acessando o portal do Ministério da Saúde.

Sendo assim, em Sumaré, a vacinação continua sendo realizada apenas para pessoas que vão viajar para áreas com ocorrência da doença e que ainda não tenham sido vacinadas – uma única dose é válida para toda a vida. Nestes casos, a orientação é que a dose seja tomada 10 dias antes da viagem para que tenha eficácia. Para todos os munícipes, vale a recomendação do uso de repelentes e a adoção de atitudes no dia a dia que impeçam a proliferação dos vetores.

Atualmente, cinco unidades de saúde aplicam a vacina contra a febre amarela em Sumaré. Cada uma delas com quantidade diária de doses limitada recebidas pelo Estado:

  • Segundas-feiras: UBS Matão, Avenida Emílio Bosco, nº 825, Jardim Lúcia;
  • Terças-feiras: Centro de Saúde II, na Rua Antônio do Vale Mello, 1510, Centro;
  • Quartas-feiras: USF Maria Antonia; Rua Osvaldo Vacari, 685, Jd. Maria Antonia;
  • Quintas-feiras: UBS Denadai, Rua Luciana Ramos Ayala, 553, Jardim Denadai;
  • Sextas-feiras: USF Picerno, Rua da Saúde, s/nº, Jd. Picerno.

A Vigilância Epidemiológica esclarece que segue todos os protocolos da Diretoria Regional de Saúde. Em caso dúvidas, a população deve entrar em contato com a Unidade de Saúde mais próxima de casa.