brk

Obra de ampliação e modernização da ETA II, em Sumaré, segue dentro do cronograma e tem avanço de 79%

Realizada pela BRK Ambiental, etapa iniciada na segunda (09) tem previsão de conclusão para o dia 23 e gera necessidade de escalonamento do abastecimento em cinco regiões da cidade

Iniciada no dia 09 de agosto, a nova etapa da obra de ampliação e modernização da ETA II, estação de tratamento de água localizada no Parque Itália, em Sumaré, segue dentro do cronograma e tem avanço de 79%. Realizada pela BRK Ambiental, a intervenção tem previsão de conclusão para o dia 23 deste mês e gera necessidade de um escalonamento do abastecimento de água em cinco regiões da cidade.

A etapa em execução é uma das dezessete frentes de trabalho a serem realizadas na quarta e última fase da obra. Nessa frente de trabalho, que terá duração de 15 dias, ou seja, será concluída no dia 23 de agosto, a BRK Ambiental irá executar as seguintes atividades: limpeza dos floculadores e decantadores; recuperação e impermeabilização da estrutura de concreto; instalação de comportas e válvulas e montagem dos novos equipamentos de decantação e floculação.

Na última semana, a empresa concluiu a limpeza dos floculadores e decantadores e iniciou a recuperação e a impermeabilização da estrutura de concreto, que deve ser concluída nesta semana. Além disso, ainda nesta semana, a concessionária iniciou a montagem dos novos equipamentos de decantação e fará também a montagem dos equipamentos de floculação. 

“Estamos seguindo com o cronograma que estava previsto e conseguindo adiantar algumas atividades, o que mostra o empenho das equipes durante a execução das obras”, explica Rafaella Lange, gerente de operações da BRK Ambiental em Sumaré.

Abastecimento escalonado
Durante os 15 dias de trabalho (de 09 a 23 de agosto), o abastecimento de água ocorre de forma escalonada para cinco regiões da cidade: Nova Veneza, Maria Antônia, Picerno, Área Cura e Matão. Isso é necessário porque, para a realização dessa etapa, a vazão de água na estação precisa ser reduzida.

“Como estamos trabalhando em uma das etapas do tratamento de água, é necessário reduzir a vazão total tratada na estação, para que seja possível executar a obra. Por isso, fizemos uma escala para garantir, em dias alternados, o abastecimento dos bairros dessas regiões. Mas, é de extrema importância que os moradores façam o uso racional da água nesse período”, complementa a gerente. 

Os moradores podem acessar a escala neste link que contém as informações sobre os bairros afetados em cada dia. O abastecimento, durante esse período, ocorrerá sempre das 6h às 19h; sendo que após esse horário, ele será interrompido para que sejam feitas manobras no sistema para abastecer os bairros que terão água no dia seguinte a partir das 6h. 

Ao acessar a escala, o morador deve seguir o seguinte passo a passo: 
1º) Localizar sua região e seu bairro na listagem
2º) Conferir o nome do reservatório que abastece seu bairro (está no título da listagem) 
3º) Consultar as informações sobre esse reservatório na escala de abastecimento. É nesta escala que você saberá os dias que seu bairro será abastecido.

A BRK Ambiental reforça que a obra é de extrema importância para aumentar a disponibilidade de água para 70% dos moradores. A empresa pede a compreensão da população de Sumaré e orienta para que economizem água durante o período das obras. Em caso de dúvidas, os clientes podem acessar o site www.brkambiental.com.br/sumare ou entrar em contato por meio do telefone 0800 771 0001.

Fases 1, 2 e 3 
A concessionária já concluiu as fases 01, 02 e 03 das obras de ampliação e modernização da ETA II, estação responsável pelo abastecimento de 70% do município. A fase 1, que contou com ampliações e melhorias no canal de entrada de água bruta, em parte dos filtros e com a interligação dos reservatórios; e a fase 2, que envolveu os serviços no restante dos filtros e nos decantadores do sistema de lodo.

Em março deste ano, a concessionária também concluiu a terceira fase da obra, que consistiu na implantação de um sistema de geração e dosagem de hipoclorito e na execução das novas instalações elétricas e de automação.

Todas as instalações elétricas da ETA II foram substituídas por novas, mais modernas e de maior potência, o que proporcionará maior segurança e melhor performance operacional. “Além disso, a estação passou a contar com um sistema de automação dos equipamentos, que trará um ganho em eficiência e confiabilidade na operação”, explica Rafaella.

Com essas etapas já realizadas, foi possível ampliar a capacidade de tratamento da ETA II de 600 l/s para 750 l/s.  “O objetivo é garantir o abastecimento regular de água à população e permitir o crescimento sustentável do município. Teremos mais oferta de água tratada e de qualidade disponível para a população”, destaca a gerente.