quarta-feira, Maio 23

Prefeitura de Sumaré atua em três frentes de trabalho para atualização do Cadastro Único

 

Sumaré, 02 de fevereiro de 2018

 

Em Sumaré, atualmente, sete mil famílias estão inscritas no Cadastro Único recebendo benefícios do programa social federal Bolsa Família, de acordo com balanço da Secretaria Municipal de Inclusão, Assistência e Desenvolvimento Social. Com o objetivo de regularizar a situação dessas famílias, garantindo que continuem recebendo o benefício, a Prefeitura iniciou o ano de 2018 com três frentes de trabalho.

Além dos plantões no Centro Administrativo de Nova Veneza, com o setor de Cadastro Único funcionando de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, a Prefeitura iniciou as ações de averiguação e revisão nos CRAS Nova Veneza e Área Cura. Até o fim deste mês, todos os Centros de Referência em Assistência Social (CRASs) descentralizados do município estarão dando início ao mesmo trabalho, que é contínuo durante todo o ano, de receber as famílias para a atualização das informações. Equipes volantes também estão nas ruas, visitando os beneficiários e verificando se continuam atendendo às regras do programa social.

Segundo apontou o Ministério do Desenvolvimento Social, no município existem 140 famílias restantes (de um total de 919) com risco de ter o benefício bloqueado por falta de atualização das informações. O prazo para a revisão é até 16 de março.

O trabalho consiste na revisão dos documentos pessoais e da comprovação de renda familiar,  que deve ser de até R$ 170 per capita. A atualização cadastral é um procedimento do Bolsa Família, regulamentado pelo Governo Federal, com o objetivo de verificar se as famílias beneficiárias ainda atendem às regras do programa social, garantindo a realidade das informações que constam no cadastro.

“Nossas equipes realizam este trabalho sério, durante todo o ano, sempre em prol das famílias sumareenses em situação de vulnerabilidade, que dependem da transferência direta de renda dos programas sociais. Graças às ações pontuais e assertivas, o município alcançou do Ministério do Desenvolvimento Social, índice satisfatório de 70% de acompanhamento da atualização cadastral. É importante que os beneficiários mantenham as informações atualizadas a fim de não sejam prejudicados com o bloqueio dos pagamentos”, completou o prefeito Luiz Dalben.