Connect with us

Nossa Cidade

Prefeitura de Sumaré mapeia e monitora a cidade por drones

Publicado

em

Mapear a cidade inteira através de drones! Essa é a nova medida adotada pela Prefeitura de Sumaré, por meio da Secretaria de Segurança Pública, dentro da proposta de enfrentamento do COVID 19 (coronavírus).

A intenção é monitorar a circulação de pessoas, e também os estabelecimentos que ainda estão abertos, de acordo com os Decretos Municipal (10.776) e Estadual (64.881) – que determinam o fechamento do comércio, exceto serviços essenciais. O fechamento do comércio por 15 dias atinge todas as lojas com atendimento presencial, inclusive bares, restaurantes, cafés e lanchonetes.

Estabelecimentos que servem alimentos e bebidas em mesas ou balcões só poderão atender pedidos por telefone ou serviços de entrega (delivery). Somente nessa terça (24), a Guarda Municipal de Sumaré, juntamente com as equipes da Vigilância Sanitária e do Setor de Fiscalização, realizou 94 orientações aos comerciantes.

“Preocupado em tranquilizar e prestar o auxílio necessário à população, trabalhamos desde janeiro para o enfrentamento do coronavírus. Graças a Deus, a cidade não registra caso positivo da doença. E esperamos que continue assim. Por isso, todo o apoio de bloqueio social por parte dos moradores se faz necessário nesse momento. Fiquem em casa; só saia em extrema necessidade. Com fé em Deus, vamos superar isso tudo”, disse o prefeito Luiz Dalben.

De acordo com os Decretos, está liberada a abertura dos estabelecimentos com atendimento presencial que prestam serviços considerados essenciais. No setor de alimentação, podem funcionar supermercados, hipermercados, açougues, lojas de conveniências e padarias, desde que não permitam o consumo no interior do estabelecimento nesse período da quarentena. Feiras livres estão permitidas. Já as barracas que comercializam pastéis, por exemplo, não poderão disponibilizar mesas com cadeiras. As pessoas terão que efetuar a compra e circular. Ninguém poderá consumir no local.

Também poderão funcionar loja de venda de água mineral, postos de gasolina, oficinas, transporte público, táxis, aplicativos de transporte, serviços de call center, pet shops, funerárias, distribuidora de gás e bancas de jornais, transportadoras e armazéns.

Nos serviços da área da saúde está liberado o funcionamento de hospitais, clínicas e farmácias. O Decreto autoriza o Município a dispensar licitação para aquisição ou locação de materiais, serviços e produtos que ajudam no tratamento ou prevenção do vírus, bem como a efetuar a requisição de bens e serviços de pessoas naturais e jurídicas.

Outros setores com abertura permitida são empresas de segurança privada; empresas de limpeza, manutenção e zeladoria; bancos; lotéricas e correspondentes bancários. As concessionárias de gás, eletricidade e água não deverão interromper seus serviços, bem como os fornecedores de insumos e de materiais necessários ao enfrentamento da doença (álcool em gel, máscara, luvas, lenços de papel e aventais) devem reservar, no mínimo, 10% dos mesmos para abastecimento das unidades de saúde de Sumaré por 30 dias.

 APOIO E ORIENTAÇÃO

Visando tranquilizar e prestar o auxílio necessário aos moradores, Sumaré trabalha desde janeiro para o enfrentamento do coronavírus. A cidade não registra casos positivos da doença. Porém, no início do ano, antes mesmo do primeiro caso ser confirmado no país (no dia 26 de fevereiro), a Prefeitura já planejava e estudava um plano de contingência para prevenção da doença, aprovado no dia 4 de fevereiro, quando foram decididos protocolos, entre eles, o treinamento das equipes da Secretaria de Saúde e divulgação das medidas preventivas à população.

Por meio do Comitê de Prevenção e Enfrentamento do Coronavírus, boletins diários são disponibilizados no site da Prefeitura (www.sumare.sp.gov.br). Um canal de WhatsApp para atendimento direto à população foi implantado para orientação médica específica sobre a doença.

O canal direto com a população para esclarecer dúvidas sobre o coronavírus recebeu da última segunda-feira (16), quando foi ativado, até a tarde da sexta (20) – 5.622 atendimentos em Sumaré. Os três números de WhatsApp (9.8443.0412 – 9.9303.9646 – 9.9299.9493) foram disponibilizados para apoio e orientação aos munícipes, 24 horas por dia, todos os dias da semana. Os moradores enviam mensagens para os telefones e o atendimento está sendo feito por profissionais capacitados que tranquilizam e esclarecem as dúvidas da população.

Nossa Cidade

Ponte que liga o Conceição ao Inocoop recebe concreto ‘artesanal’

Publicado

em

Por

A ponte que ligará o Jardim Conceição ao Inocoop, região de Nova Veneza, recebeu guia e sarjeta no último sábado (28). As obras continuam em ritmo intenso de trabalho. Devido à paralisação das usinas, a Secretaria de Serviços Públicos da Prefeitura de Sumaré contou com a criatividade dos colaboradores: todo o concreto utilizado foi feito à mão, ou seja, serviço completamente artesanal.

A previsão, nessa semana, com o tempo firme, é colocar pedra 3 e a bica, para, na sequência, pavimentar. Com 12 metros de comprimento, a nova ponte unifica as ruas Recife e Aguaí, e vai ligar duas principais avenidas da região de Nova Veneza – a Amizade com a Brasil. “Esta obra impacta de forma positiva na vida da população, especialmente dos moradores da região de Nova Veneza e bairros adjacentes, e está sendo construída para suportar veículos leves e pesados”, disse o prefeito Luiz Dalben.

A nova obra atende a uma reivindicação dos moradores daquela região, porque no local havia uma passagem de madeira. As primeiras etapas incluíram a retirada de cerca de 40 caminhões de solo argiloso que foram substituídos por 80 caminhões de terra vermelha, a colocação da tubulação e aterramento.

E para garantir a qualidade e preservar o meio ambiente, também foram colocados rachões (pedras especiais) para não afetar os lençóis freáticos e assegurar a passagem da água. As fases anteriores incluem ainda a ala – estrutura lateral – feita à base de concreto.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Associação Comercial solicitou definição de um prazo para o fim da quarentena

Publicado

em

Por

A ACIAS (Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Sumaré) solicitou à Prefeitura de Sumaré definição de um prazo para o fim da quarentena estipulada na cidade. O pedido foi feito em reunião realizada na prefeitura, na manhã desta sexta-feira, e depois formalizado em ofício. Decreto municipal assinado no último dia 20 de março estabelece o fechamento da maior parte do comércio da cidade por tempo indeterminado. O prefeito Luiz Dalben, que participou da reunião através de videoconferência, se comprometeu a elaborar um novo decreto, estipulando que a suspensão das atividades comerciais dure apenas o tempo estritamente necessário, conforme determinação das autoridades federais e estaduais. O decreto estadual que determinou quarentena em todo o estado de São Paulo vale até o dia 7 de abril.

No encontro, o prefeito informou ainda que suspendeu todos os prazos de pagamentos dos tributos municipais. Ña quarta-feira, 25, a ACIAS havia protocolado ofício na prefeitura solicitando o adiamento do pagamento de taxas e impostos.

Logo após a reunião na prefeitura, a ACIAS foi informada sobre o decreto 034/2020, da Prefeitura de Artur Nogueira que “permite comerciantes, varejistas e atacadistas em geral a continuarem funcionando com atividades internas, entregas delivery, atendimento individual com portas fechadas, balanços, inventários, pequenas reformas e trabalhos home office, desde que os responsáveis adotem todas as medidas de higiene e prevenção ao combate do Coronavírus – COVID-19.” Diante disto, a ACIAS solicitou que o prefeito autorize, no novo decreto, que Sumaré adote as mesmas ações do decreto de Artur Nogueira.

CARREATA

Sobre a carreata de comerciantes em prol da abertura das lojas, conforme anunciado em redes sociais, a ACIAS entende que a manifestação é legítima, desde que as leis e as normas de segurança sejam respeitadas, mas esclarece que não faz parte do movimento.

A ACIAS tem atuado de todas as maneiras legais para garantir a manutenção do máximo de atividades possível, respeitando a segurança dos consumidores, dos trabalhadores e dos cidadãos.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Sumaré tem dois óbitos suspeitos por coronavírus

Publicado

em

Por

O Prefeitura de Sumaré informou em seu boletim diário sobre o Coronavírus-Covid19 que a cidade possui 2 óbitos em investigação.

No boletim também diz que são 91 casos aguardando resultado dos exames para saber se estão com o vírus. 3 casos da cidade já foram descartados.

Sumaré ainda não confirmou nenhum caso.

Brasil registra 136 mortes e 4.256 casos confirmados de coronavírus

Continue Lendo