domingo, outubro 22

PROJETO DO VEREADOR BRIANES PROÍBE COBRANÇA DA TAXA DE RELIGAÇÃO DE ÁGUA E ENERGIA ELÉTRICA

Nesta terça-feira, 20, os vereadores de Sumaré aprovaram o projeto de lei nº 88/17 durante a 20ª Sessão Ordinária do ano. Apresentado pelo vereador Marcio Brianes (PCdoB), o objetivo da proposta é proibir a cobrança da taxa de religação de água e energia elétrica. Além desse, outros seis projetos foram aprovados.

“O objetivo é corrigir uma situação que entendo ser injusta, visto que a religação desses serviços decorre do cumprimento de uma obrigação e esta obriga o restabelecimento do fornecimento de água. O usuário que já paga pelos serviços não pode ser cobrado para ter acesso aos serviços, até porque efetuou o pagamento quando solicitou a ligação pela primeira vez”, disse o vereador Marcio Brianes

Caso seja aprovado pelo prefeito Luiz Dalben, as empresas concessionárias de fornecimento de água e energia elétrica da cidade de Sumaré ficarão proibidas de cobrar taxa de religação dos moradores que atrasarem o pagamento das faturas. Esta proibição não se aplica ao caso de interrupção do fornecimento quando for solicitado pelo consumidor.

“No caso, com o pagamento pelo usuário do débito após o corte no fornecimento do serviço, entendo ser obrigação da concessionária efetuar o imediato restabelecimento do serviço, sem que pagar qualquer taxa, além daquelas já mencionadas (pagamento de juros de mora e/ou multa)”, comentou o vereador.

O projeto também prevê que a religação deverá ser feita em até 24 horas após o pagamento da fatura em atraso. A empresa que descumprir a lei será multa em 1.000 UFESP (Unidade Fiscal do Estado de São Paulo), que corresponde a R$ 25.070,00.