Connect with us

Nossa Cidade

Projeto para implantar Educação Moral e Cívica nas escolas de Sumaré é aprovado

Publicado

em

O Legislativo Municipal aprovou na 29ª Sessão Ordinária do ano nesta terça-feira, 13, o projeto de lei nº 63/16, de autoria do vereador Décio Marmirolli (PSB), que institui a disciplina de Educação Moral e Cívica na grade curricular das escolas de ensino fundamental da rede pública e privada no município de Sumaré.

Dentre as finalidades, o vereador destaca a preservação, o fortalecimento e a projeção dos valores espirituais e éticos da nacionalidade; a valorização da pátria, de seus símbolos, tradições e instituições e; o preparo do cidadão para o exercício das atividades cívicas com o fundamento na moral, no patriotismo e na ação construtiva, visando ao bem comum.

O projeto prevê que a grade curricular com carga horária de uma hora-aula por semana em dia e horário estabelecidos pela escola. Agora a proposta segue ao Poder Executivo que pode vetar, aprovar ou não se manifestar e, neste último caso, o projeto retorna e a decisão sobre sanção cabe ao Poder Legislativo.

Os vereadores também acompanharam a leitura e discutiram os requerimentos, indicações e moções apresentados e aprovados na sessão desta terça-feira, documentos estes tratando de pedidos ao Poder Executivo de melhorias para o município e questionamentos de fiscalização.

O Projeto de lei nº 17/16, do vereador Henrique Stein Sciascio (Henrique do Paraíso – SD) não chegou a ser votado porque recebeu uma emenda do vereador Ronaldo Mendes (PSDB). O projeto quer acabar com a falta de água nas residências de Sumaré quando há suspensão do abastecimento, tanto acidentalmente quanto programada. A solução determinada no texto é de que a empresa concessionária, responsável pelo fornecimento de água potável no município, fique obrigada a abastecer através de caminhão pipa durante todo o período em que houver a suspensão.

Publicidade

Os dois projetos de lei apresentados pelo vereador Antônio Dirceu Dalben (PPS) não foram votados porque receberam, cada um, emenda do vereador Ronaldo Mendes (PSDB). Um deles é o projeto de lei nº 09/16 que dispõe sobre a obrigatoriedade da Concessionária de Serviços de Saneamento de água e esgoto a providenciar a restauração de logradouro danificado. E o outro é o projeto de lei nº 23/16 que dispõe sobre a obrigatoriedade de divulgação, na página oficial do município de Sumaré na internet, a relação da lista de medicamentos (disponíveis e não disponíveis), na rede municipal de saúde.

Já o projeto de lei nº 53/16, do vereador Cícero Eleotério Bispo (Cícero Ceará – PDT), foi retirado pelo próprio autor.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS
Compartilhar no Facebook

Publicidade