domingo, julho 25, 2021
InícioNossa CidadeRealizada a audiência do trecho Sumaré/Hortolândia do Corredor

Realizada a audiência do trecho Sumaré/Hortolândia do Corredor

Cerca de 150 pessoas acompanharam na última sexta-feira, 5 de setembro, no auditório da Câmara de Vereadores de Hortolândia, a segunda audiência pública de apresentação do projeto da Variante Sumaré-Hortolândia do Corredor Metropolitano Noroeste “Vereador Biléo Soares”, realizada pela EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos). A apresentação foi feita pelo presidente da empresa estatal, Joaquim Lopes. A prefeita de Sumaré, Cristina Carrara, foi representada pelo secretário municipal de Planejamento e de Mobilidade, o engenheiro José Carlos Alves.

corredor-metropolitano-noroeste-mapa-pequeno

O prefeito hortolandense, Antonio Meira, discursou na abertura. Ele destacou a “grande parceria” com a EMTU e os benefícios que o Corredor trouxe para o desenvolvimento da cidade, declarando que “Hortolândia está ansiosa” pela efetivação das obras propostas para o novo trecho – que podem passar dos R$ 260 milhões em investimentos do órgão do Governo do Estado nas duas cidades beneficiadas.

“A EMTU trouxe para nossa cidade um projeto que, no início, parecia um sonho distante para muitos. O Joaquim Lopes foi o grande maestro que nos convenceu da importância do projeto, que debatemos e aprimoramos junto à EMTU. A Prefeitura acreditou na grandeza e importância do projeto desde o início e, para felicidade da nossa cidade, as obras tiveram início no trecho de Hortolândia e temos aqui grandes melhorias, como o Terminal Rodoviária e a Avenida Olívio Franceschini. Ainda que a avenida não esteja integrada ao tráfego da região, que é a proposta deste projeto, ela significa muito para o trânsito da nossa cidade. Hoje, ao olhar o movimento nesta avenida, percebemos que, se não a tivéssemos viabilizado junto à EMTU, nossa cidade estaria um caos no que tange à Mobilidade Urbana”, apontou Meira.

Segundo o prefeito, “Hortolândia cresce a cada dia, tem um futuro ainda mais promissor”. “Poderemos alcançar mais de 300 mil habitantes em menos de 20 anos. Outras cidades também crescem. Faz-se necessário que as Administrações Públicas de toda a RMC (Região Metropolitana de Campinas) estejam preocupadas com os impactos deste crescimento na Mobilidade, para evitar cidades estranguladas pelo trânsito crescente. O Corredor Metropolitano, que é voltado para o Transporte Coletivo, com certeza vai ajudar a evitar um aumento na frequência de congestionamentos nas nossas avenidas e rodovias”, acredita o prefeito hortolandense.

“Estamos ansiosos para conhecer essa nova etapa do projeto – e ainda mais ansiosos para a retomada das obras e para vê-las implantadas. É mais uma etapa dessa grande parceria que a EMTU tem demonstrado com Hortolândia”, completou Antonio Meira – que aproveitou solicitar ao presidente da EMTU a implantação de duas rotatórias ao longo do Corredor na cidade, de forma que os veículos que seguem pelo traçado não causem conflitos no viário local.

Fonte: Jornal Sumaré

Artigos Relacionados
- Advertisment -

Ultimas