Connect with us

Geral

Revivendo as artes circenses, projeto encena espetáculo gratuito e aberto ao público em Sumaré

Published

on

Uma das expressões artísticas mais antigas, tradicionais e revolucionárias, o circo promove atividades que motivam, desenvolvem a motricidade e o equilíbrio corporal, estimulam a liberação de emoções, permitem o enfrentamento de obstáculos cognitivos e/ou emocionais, e exalam alegria. Encenado pela primeira vez pelos alunos do projeto Semeando Arte CircenseA Estrada nasceu dessa premissa de levar o circo para mais pessoas, não permitindo que ele seja esquecido. O espetáculo, que é gratuito e aberto ao público, será apresentado em duas sessões – nos dias 11 e 12 de dezembro.

A trama se desenvolve a partir de um circo falido, um velho senhor, um motorista de caminhão e uma jovem menina. “Com a falta de público, eles viajam em busca de novas oportunidades na intenção de não deixar que o circo seja esquecido. Quando chegam à cidade mais próxima, eles instalam uma velha e pequena lona na praça, o que desperta a curiosidade dos moradores, especialmente das crianças que invadem a lona esperando assistir a um espetáculo circense”, comenta Zuza, professor do projeto.

Como sem artista não há espetáculo, as crianças percebem que elas mesmas precisarão cria-lo. E é aí que entram os números de acrobacias, malabares e dança preparados ao longo do ano durante as oficinas do Semeando Arte Circense, que aconteceram na Sociedade Humana Despertar (SHD) – uma organização dedicada à inovação social, formada por pessoas que exercitam uma visão integral do ser humano e do meio ambiente, pautados pelo potencial humano, pela ética ecológica e pelo amor à vida.

“A proposta do Semeando Arte Circense é educar utilizando a linguagem do circo através de um projeto de educação não alfabetizante, que objetiva assistir as crianças da rede pública de ensino na construção de sua subjetividade, contribuindo para sua inserção na vida social. Ao longo das oficinas, jovens e crianças tiveram contato com fundamentos teóricos e práticos e o resultado é esse espetáculo lindo e cheio de significado”, comenta o coordenador das oficinas, Marcelo Lima.

Receoso no início, o velho senhor acaba conquistado pelas crianças, que o convence de que existe ali a oportunidade que buscava. Agora com artistas e cenas bem ensaiadas, cabe ao público decidir se o circo, antes falido, segue aberto ou aposenta as lonas de vez. “Apesar de envolver o público em todos os momentos, especialmente com a motivação das crianças, o final fica aberto. São eles quem decidem o que vai acontecer com o circo, e essa incerteza aflora  ainda mais a magia que traz o circo”, encerra Zuza.

A retirada antecipada de ingressos pode ser feita na SHD. Viabilizado pelo Ministério da Cidadania através da Lei de Incentivo à Cultura Semeando Arte Circense é patrocinado pelas empresas Stoller e Adere. Em Sumaré o projeto conta com o apoio da Sociedade Humana Despertar (SHD).

Sobre a Villa7 | AH7 Produções Culturais

Sediada em Sousas, distrito de Campinas (SP), a Villa 7 | AH7 Produções Culturais cria projetos assertivos, direcionados e personalizados para empresas que desejam promover a sinergia entre sua missão, visão e valores, com as necessidades (reais) da comunidade que os recebe. Para tanto, estreita laços com instituições, ONGs e artistas, trabalhando árdua e intensivamente para levar o melhor conteúdo para plateias mais do que especiais.

SERVIÇO
Semeando Arte Circense – Espetáculo ‘A Estrada’

Datas e Horário: Quarta-feira, 11 de dezembro, e Quinta-feira, 12 de dezembro, sempre às 17h

Local: E.E. Prof.ª Alice Antenor de Souza | R. das Crianças, 95, Jd. Picerno II – Sumaré/SP

Entrada gratuita

Geral

Viaduto dos Amarais em Campinas é demolido

Published

on

A Concessionária Rota das Bandeiras realizou no fim de semana (25 e 26/4) a demolição do antigo viaduto dos Amarais, no km 143 da rodovia D. Pedro I (SP-065) Campinas (SP).

De acordo com a Concessionária foram gerados 4,5 mil toneladas de ferro e concreto e o material foi enviado para uma usina de reciclagem.

Para fazer o transporte, foram necessárias 130 viagens de caminhões.

Continue Reading

Geral

Brasil registra 114 mortes e 3.904 casos confirmados de coronavírus

Published

on

Todos os estados registraram casos e dez apresentaram óbitos: AM, CE, PE, PI, RJ, SP, GO, PR, SC e RS

Subiu para 3.904 os casos confirmados de coronavírus no Brasil. O número de óbitos também aumentou para 111.

De acordo com informações repassadas pelos estados ao Ministério da Saúde, até as 16h deste sábado (28), as mortes estão localizadas nos estados do Amazonas (1), Ceará (4), Pernambuco (5), Piauí (1), Rio de Janeiro (13), Goiás (1), Paraná (2), Santa Catarina (1) e Rio Grande do Sul (2). São Paulo continua registrando o maior número de casos e de mortes, são 84 óbitos no estado. Para manter a população informada a respeito dos casos e óbitos, o Ministério da Saúde atualiza diariamente os dados na plataforma de dados do coronavírus.

O painel traz as informações e permite uma análise do comportamento do vírus com o passar do tempo, além de um gráfico de dados acumulados apontando a curva epidêmica da doença. A plataforma está disponível para livre acesso no endereço: covid.saude.gov.br

IDUF/REGIÃOCONFIRMADOSÓBITOS 
NN% 
NORTE184 (4,7%)10,5% 
1AC25 
2AM11110,9% 
3AP4 
4PA17 
5RO6  
6RR12 
7TO9 
NORDESTE624 (16,0%)71,1% 
8AL14 
9BA128 
10CE31440,3% 
11MA14 
12PB14 
13PE6857,3% 
14PI1119,1% 
15RN45 
16SE16 
SUDESTE2.222 (56,9%)974,4%
17ES53
18MG205
19RJ558132,3%
20SP1.406846,0%
CENTRO-OESTE360 (9,2%)10,3%
21DF260
22GO5610,6%
23MS31
24MT13
SUL514 (13,2%)51,0%
25PR13321,5%
26SC18410,5%
27RS19721,0%%
BRASIL3.9041142,8%
Continue Reading

Geral

Brasil registra 6 mortes por Coronavírus

Published

on

Subiu para seis o número de mortes em decorrência ao coronavírus, causador da Covid-19. Nesta quinta-feira (19/03), o governo do Rio de Janeiro confirmou dois óbitos.

O Ministério da Saúde já havia contabilizado quatro mortes em São Paulo. Os registros fluminenses ainda não entraram no cálculo do governo federal.

Somente nesta quarta-feira (18/03) três mortes foram registradas. As vítimas são homens, com problemas de saúde e idades de 65, 81 e 85 anos. Todos foram atendidos em hospital privado da capital paulista.

O primeiro caso no Brasil de morte de pessoa infectada pelo novo vírus foi confirmado nesta terça-feira (17/03) em São Paulo.

Mortes desta quinta

Segundo a Secretaria de Saúde fluminense, a prefeitura de Miguel Pereira informou que uma mulher de 63 anos morreu. Ela era diabética e hipertensa, o que agrava o quadro de Covid-19.
A mulher apresentou sintomas no último domingo (15/03) e foi hospitalizada na segunda-feira (16/03). Ela morreu nessa terça-feira (16/03).

De acordo com as investigações das autoridades de saúde, ela teve contato com paciente confirmado que viajou ao exterior.

O paciente morreu na última terça-feira (17/03). Ele contraiu a Covid-19 do enteado, que havia chegado de uma viagem ao Estados Unidos.

Uma segunda morte foi registrada em Niterói. O homem de 69 anos estava internado em um hospital público.

Continue Reading