Connect with us

Nossa Cidade

Sumaré aponta índice de 2.9 em primeira avaliação larvária de Dengue neste ano

Publicado

em

A Vigilância Epidemiológica, da Secretaria Municipal de Saúde de Sumaré, divulgou nesta semana o resultado do primeiro Índice de Breteau realizado em janeiro deste ano. O levantamento, que identifica a densidade larvária do mosquito Aedes aegypti, apontou 2.9, considerado um alerta ao município.  A partir deste número a cidade é mapeada e as áreas de maior risco são identificadas. 

A pesquisa foi realizada em todas as regiões da cidade, na qual os agentes de endemias vistoriaram 6.829 imóveis. As regiões que apresentaram o maior índice foram as do Centro (3.3) e Matão (3.2).  Já a Área Cura (2.9), Picerno e João Paulo (2.7), Nova Veneza, Dall’Orto e Volobueff tiveram índice de 2.2.

           O combate ao Aedes aegypti é um trabalho permanente na cidade, mas neste período de chuvas e aumento da temperatura a proliferação do mosquito aumenta ainda mais. “É muito importante que a população receba as nossas equipes e continue adotando todas as medidas necessárias para evitar a proliferação do mosquito. Também reforçamos a importância da destinação correta de resíduos, evitando o descarte irregular de lixo e entulhos em terrenos baldios, áreas verdes, ruas e calçadas. Somente juntos poderemos vencer essa batalha: cuidando do nosso próprio quintal e também da nossa cidade”, incentivou o prefeito Luiz Dalben.

            As ações de combate ao mosquito já foram intensificadas desde janeiro na região central, mas continuam com visitas casa a casa, verificação dos quintais, aplicação de larvicida (quando necessário) e retirada dos materiais inservíveis. Os moradores contam também com orientações da equipe e  panfletagem sobre os sintomas das arboviroses e medidas de controle do mosquito. Lembrando que as unidades de Saúde oferecem o serviço de teste rápido de dengue, desta forma consegue identificar, de forma segura e confiável, se o paciente está ou já foi contaminado com a doença.

            Até o momento, o município registrou 193 notificações com 51 casos positivos de Dengue e 63 sendo investigados.

Combatendo o mosquito

            Para combater o mosquito do Aedes são necessárias algumas ações, como manter a caixa d’água sempre fechada e com tampa adequada, além de remover folhas, galhos e tudo o que possa impedir a água de correr pelas calhas. Não deixar a água da chuva acumulada sobre a laje também é fundamental. É necessário lavar semanalmente por dentro, com escova e sabão, os tanques e recipientes utilizados para armazenar água, bem como encher de areia até a borda os pratinhos dos vasos de plantas.

A dica é para que as pessoas troquem a água e lavem os vasos, principalmente por dentro (com escova, água e sabão), pelo menos uma vez por semana. As garrafas precisam ser guardadas sempre de boca para baixo. Tão importante quanto descartar corretamente o lixo – principalmente os pneus inservíveis -, é não jogar lixo em terrenos baldio.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Campanha de vacinação contra o sarampo continua até 13 de março em Sumaré

Publicado

em

Por

sarampo

A Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo continua até o dia 13 de março em todas as unidades de Saúde de Sumaré. De acordo com a Vigilância Epidemiológica o município imunizou 275 pessoas na faixa etária de 05 a 19 anos de idade que ainda não tinham sido vacinadas ou que estavam com a carteirinha atrasada.

Desde o início da campanha, em 10 de fevereiro, passaram pelas unidades de saúde 6.119 crianças e jovens. Desse total, 69 crianças entre 5 e 9 anos receberam a dose. Na faixa etária de 10 a 14 anos foram vacinadas 78 pessoas. Já 128 jovens, com idade entre 15 e 19, receberam a imunização.

A campanha é de forma seletiva, na qual as vacinadoras avaliam a situação individualmente, conforme o calendário vacinal vigente. Por isso, é de extrema importância que compareçam às unidades com a carteirinha de vacinação para avaliação e registro da vacina. “O sarampo também é causado por vírus, transmitido de pessoa a pessoa por meio de secreções ao tossir, espirrar ou falar. Portanto, é importante que as pessoas que ainda não foram imunizadas procurem, o quanto antes, uma unidade de saúde para tomar a vacina”, explicou o prefeito Luiz Dalben.

Em 2019 foram notificados 115 casos suspeitos de sarampo; 89 foram descartados e 26 confirmados. Neste ano o município já conta com um caso positivo da doença. Segundo a Vigilância ano passado foram aplicadas 20.382 doses da vacina SRC, nas ações de rotina, bloqueio e campanhas – conforme dados do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI). Ressalta-se que foram disponibilizadas pelo Programa Nacional de Imunização (PNI) 27.830 doses de vacina para o município e foram distribuídas 23.838 doses de vacina nas unidades de Saúde.     

Os sintomas do Sarampo são febre alta, erupções vermelhas na pele, coriza, tosse, olhos vermelhos e lacrimejantes, conjuntivite, pequenas manchas brancas no interior da bochecha e manchas vermelhas pelo restante do corpo. O vírus pode ainda causar lesões cerebrais e outras complicações que podem levar a óbito, uma vez que não há tratamento específico para a doença.

Confira a relação dos postos de vacinação (Unidades de Saúde):

1 – USF Cruzeiro – Rua Três, 311 – Chácaras Estrela Dalva – fone: 3828-5009

2 – USF Veccon – Rua Moacyr Cândido de Oliveira, 158 – Residencial Veccon – fone: 3873-9774

3 – PACS Vasconcelos – Rua João de Vasconcelos, 777 – Parque João de Vasconcelos – fone: 3873-7981

4 – Centro de Saúde II – Rua Antônio do Vale Mello, 1.510 – Centro – fone: 3873-2199

5 – USF Bordon II – Rua Lia Aparecida do Prado Cruz, s/nº – Residencial Bordon II – fone: 3883-2318

6 – PACS Picerno – Rua da Saúde (s/nº) – Picerno – fone: 3873-7318

7 – PACS Lucélia – Rua Estados Unidos, s/nº – Jardim Lucélia – fone: 3828-4674

8 – CIS Nova Veneza – Rua Paraíba, 211 – Jardim São Francisco de Assis – fone: 3399-5959

9 – UBS Dallorto – Rua Piracanjuba, nº 95 – Jardim Dall’ Orto – fone: 3832-3028

10 – USF Florely – Rua Argia Demarchi, 72 – Jardim Florely – fone: 3832-0964

11 – USF Maria Antonia – Rua Osvaldo Vacari, 685 – Jardim Maria Antonia – fone: 3864-2576

12 – USF Ângelo Tomazin – Rua Três, nº 361 – Jardim Viel – fone: 3838-4503

13 – USF Santa Clara – Rua Benedito Teodoro Mendes, 26 – Santa Clara – fone: 3864-3732

14 – UBS Paraíso – Rua Expedito Vieira Damasceno, nº 50 – Jardim Paraíso – fone: 3832-6490

15 – UBS Matão – Rua Emilio Bosco, 825 – Matão – fone: 3864-3730

16 – UBS Ypiranga – Rua 22, nº 38 – Jardim São Francisco – fone: 3864-1035

17 – USF São Judas – Rua Circular (s/nº) – Jardim São Judas Tadeu – fone: 3864-1302

18 – UBS Denadai – Rua Luciano Ramos Ayala, 553 – Jardim Denadai – fone: 3864.1598

19 – USF Bandeirantes – Rua Josias Macedo Neves (Antiga 14), nº 15 – Jardim Bandeirantes – fone: 3864.1969

20 – UBS Trevo – Rua Inácio N. de Moura, 226 – fone: 3832-1045

21 – PSF Nova Terra – Rua 21, nº 428-488 – Jardim Nova Terra – fone: 3832-5622          

Continue Lendo

Nossa Cidade

Sumaré recebe recurso de R$ 3,6 milhões para obras de recapeamento

Publicado

em

Por

O prefeito Luiz Dalben recebeu nesta tarde, dia 26, a visita do deputado estadual Dirceu Dalben e do secretário de Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo, Marco Vinholi, para a assinatura da liberação do recurso de R$ 3,6 milhões do Governo do Estado para a realização de obras de recape na cidade. O recurso é referente a emenda parlamentar apresentada pelo deputado e será incorporado ao PRC (Programa de Recape Contínuo), beneficiando diversas ruas da cidade.

“É com imensa gratidão que estamos assinando mais esse convênio e utilizaremos os recursos para integrar nossas ações do PRC (Programa de Recape Contínuo), melhorando o asfalto e proporcionando uma melhor mobilidade da população, além de segurança aos moradores. Agradecemos todo o esforço do deputado, sempre muito atuante em Sumaré, que mais uma vez trabalhou para liberar esse recurso para que nossa cidade seja vista com a grandeza e importância que ela tem na Região Metropolitana de Campinas e no Estado. Agradecemos também ao governador e ao Marco Vinholi por darem essa atenção ao nosso município e aos nossos moradores”, comemorou o prefeito Luiz Dalben.

“É com grande alegria que anunciamos essa importante conquista para a cidade, que ajudará no desenvolvimento de Sumaré e segurança da população. Agradecemos à sensibilidade do governador João Doria, que entendeu a importância desta verba para a cidade, e seguimos empenhados para que novos investimentos sejam realizados não só em Sumaré, mas também em outros municípios”, explicou o deputado Dirceu Dalben.

O PRC (Programa de Recape Contínuo) avança em Sumaré. Desde 2017, a administração municipal já recuperou mais de 80 mil m² de vias públicas – o maior número da história da cidade. Diversos bairros têm sido beneficiados, como Jardim São Judas, Aclimação, Jardim São Domingos, Jardim Minesota, centro, Denadai, Jardim Macarenko, entre outros.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Defesa Civil de Sumaré monitora áreas de risco e faz recomendações

Publicado

em

Por

O órgão trabalha 24 horas, supervisionando o Ribeirão Quilombo, cujo nível encontra-se normal, além dos pontos mais críticos da cidade

A equipe da Defesa Civil Municipal de Sumaré segue monitorando as áreas de risco, devido as chuvas que estão ocorrendo nesta quarta (26). O volume de chuva registrado em Sumaré nas últimas 72 horas foi de 29,5mm. De acordo com a Defesa Civil Municipal, esse volume é considerado tranquilo e não há pontos de alagamento na cidade. O órgão trabalha 24 horas, supervisionando o Ribeirão Quilombo, cujo nível encontra-se normal, além dos pontos mais críticos da cidade. “A prevenção é a melhor solução, portanto o ideal é adotar algumas medidas de segurança durante o período chuvoso e seguir as recomendações da nossa Defesa Civil”, explicou o prefeito Luiz Dalben.

Em casos de destelhamento, quando ocorrer ventos fortes, por exemplo, a orientação é permanecer dentro da residência e procurar abrigo (mesa ou cama), para evitar ser atingido por cacos e pedaços de telha.

Quando as chuvas forem acompanhadas de raios, é importante não usar telefone ligados em tomadas e não ficar próximo de canos, janelas e portas metálicas. A orientação do órgão é não utilizar equipamentos ligados à rede elétrica, principalmente tiverem sido molhados, pois há risco de choque elétrico e curto-circuito.

Durante as chuvas, é recomendável não entrar em piscinas ou lagos por conta do risco de raios e descargas elétricas. Em rios e cachoeiras, o problema é agravado pela possibilidade de tromba d’água. Como a tendência dos raios é percorrer o caminho mais curto entre o solo e a nuvem onde foi produzido, não é recomendado estar perto de árvores ou estruturas metálicas. No caso de inundações, se começar a entrar água dentro de casa, a orientação é desligar o disjuntor para evitar o risco de eletrocussão. O religamento da rede só deve ocorrer depois que ela for revisada, para que não haja colapso no sistema. Em caso de emergências ligar para 193 Bombeiros Municipais e a Defesa Civil Municipal pelo 199.

Outras recomendações:

  • Não se arrisque em enchentes e enxurradas, pois elas podem esconder muitos perigos
  • Não fique ou deixe crianças na enxurrada, pois correm o risco de ser arrastados ou se afogarem
  • Se chover forte, aguarde estiar para sair de casa, pois a pressa pode colocar em risco e custar a vida
  • Evite trafegar em áreas de inundação ou em ruas sujeitas a alagamentos
  • Mantenha equipamentos elétricos distantes da água
  • Não se abrigue ou estacione seu veículo debaixo de árvores
  • Dirija com segurança e verifique se os faróis, lanternas e limpadores de para-brisa estão ligados
  • Retire aparelhos elétricos da tomada, pois há risco de choque elétrico
  • Se estiver em local aberto durante uma tempestade, procure abrigo e evite ficar em topos de morros e prédios
  • Em caso de inundação, se estiver dentro do carro, saia pela janela ou suba no teto
  • Em caso de rajadas de vento forte: não se abrigue debaixo de árvores, pois há leve risco de queda e descargas elétricas; e não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda
  • Caso perceba fendas ou rachaduras com surgimento de minas d’água dentro
  • Não segurar objetos metálicos longos, como varas de pesca e tripés
  • Não empinar pipas ou aeromodelos com fio
  • Não andar a cavalo
  • Não permanecer na água
  • Evitar lugares que ofereçam pouca ou nenhuma proteção contra raios, como pequenas construções não protegidas (celeiros, tendas ou barracos) e veículos sem capota, como tratores, motocicletas ou bicicletas
  • Não permanecer em áreas abertas, como campos de futebol, quadras de tênis e estacionamentos
  • Não permanecer no alto de morros ou no topo de prédios
  • Não se aproximar de cercas de arame, varais metálicos, linhas elétricas aéreas e trilhos
  • Nunca se abrigue debaixo de árvores isoladas.
Continue Lendo