Connect with us

Nossa Cidade

Sumaré decreta situação de emergência devido ao coronavírus

Publicado

em

O prefeito Luiz Dalben decretou nesta tarde, dia 17, situação de emergência em Sumaré devido ao coronavírus. Com a medida, para evitar o desabastecimento de insumos que contribuem para evitar a disseminação da doença, o Município fica autorizado a dispensar licitação para aquisição ou locação de materiais, serviços e produtos que ajudam no tratamento ou prevenção do vírus.

O Decreto n° 10.766 também estabelece que a alimentação escolar mantida aos alunos deve ser servida em utensílios descartáveis, que poderão ser retirados pelo aluno ou responsável mediante cadastramento prévio na Secretaria de Educação. Além disso, as concessionárias de serviços públicos que atuam em Sumaré não deverão interromper o fornecimento de água, gás, eletricidade e demais serviços essenciais à população.

O documento estabelece que a concessionária responsável pelo transporte coletivo municipal deve disponibilizar quantidade de veículos suficiente para evitar a aglomeração. Também está suspenso o fornecimento de novos alvarás de autorização para eventos públicos e temporários.

“Sumaré trabalha para atender com qualidade qualquer paciente que apresente sintomas ou que necessite de auxílio. Porém, pedimos a colaboração da população, pois já temos casos confirmados nas cidades vizinhas. Desde o momento em que o coronavírus passou a ser considerado uma pandemia, organizações mundiais têm ressaltado que cada pessoa passa a ser responsável por frear as transmissões, desacelerando a disseminação. Este momento é de união e colaboração pensando sempre na saúde de todos”, explicou o prefeito Luiz Dalben.

OUTRAS MEDIDAS

Nesta semana, as escolas continuam abertas, com dias letivos regulares, realizando atividades de orientação para alunos e responsáveis que desejarem participar. As faltas de alunos serão abonadas, mediante justificativa do responsável legal. Os profissionais da educação continuarão com suas jornadas regulares de forma presencial e o fornecimento de alimentação e transporte escolar ocorrerá normalmente. A partir do dia 23 de março, as aulas deverão ser suspensas em todas as escolas públicas e particulares da cidade. Neste período, poderão ser ofertadas atividades pedagógicas à distância, em diversas modalidades.

Os colaboradores com mais sessenta anos podem desenvolver suas atividades em casa (conhecido como home office) e, na impossibilidade, as férias poderão ser antecipadas. Os colaboradores fora dessa faixa etária de risco e que não exerçam serviços essenciais também poderão trabalhar em suas residências, caso o serviço permita e mediante autorização do superior.

Os fornecedores de insumos e de materiais necessários ao enfrentamento da doença, como álcool em gel, máscara, luvas, lenços de papel e aventais, devem deixar uma reserva mínima de 10% dos mesmos para abastecimento das unidades de saúde de Sumaré por trinta dias.

Os Decretos 10.763 e 10.764, publicados na sexta (13) e sábado (14) suspendem uma série de atividades, entre elas, as ações esportivas e culturais da Secretaria de Cultura, Esportes e Lazer, as atividades que envolvem a Melhor Idade, tanto nos grupos descentralizados quanto as que ocorrem no CCTI (Centro de Convivência da Terceira Idade), atividades nos CRASs (Centros de Referência em Assistência Social), atendimentos odontológicos na rede municipal de saúde, salvos os os casos urgentes; as atividades dos grupos sem risco nas unidades de saúde e Ambulatório de Especialidades; recomendação da suspensão de eventos com mais de 500 pessoas e férias dos colaboradores que exercem funções essenciais.

Um canal de WhatsApp para atendimento direto à população foi implantado para orientação médica específica sobre a doença. Os veículos do transporte coletivo e particular devem ser regularmente higienizados, em especial seus sistemas de ar-condicionado,e disponibilizar em seu interior frascos de álcool em gel.

Visando tranquilizar a população e prestar o auxílio necessário aos moradores, Sumaré trabalha desde janeiro para o enfrentamento do coronavírus. A cidade não registra casos positivos da doença. Porém, no início do ano, antes mesmo do primeiro caso no país ser confirmado (no dia 26 de fevereiro), a Prefeitura já se planejava e estudava um plano de contingência para o enfrentamento da doença e sua prevenção, aprovado no dia 4 de fevereiro, quando foram decididos protocolos, entre eles, o treinamento das equipes da Secretaria de Saúde e divulgação dos meios de prevenção à população. 

Sumaré registra 27 casos suspeitos e mais um que já foi descartado. Os pacientes passam bem e aguardam o resultado dos exames. Todas as unidades de saúde destinam vagas diárias para atender os casos suspeitos, bem como os colaboradores capacitados para receber os pacientes. Ao procurar a UBS, são avaliados se os sintomas indicam alguma probabilidade de infecção por coronavírus, além de tomadas as providências para notificação e coleta de material para exame laboratorial.

Caso algum paciente apresente sintomas como febre, tosse e dificuldade para respirar e tenha histórico de viagem para locais com transmissão local ou ter tido contato próximo com pessoa com caso suspeito, a orientação é para que procure a UBS (Unidade Básica de Saúde) mais próxima de sua residência.

O prefeito Luiz Dalben decretou nesta tarde, dia 17, situação de emergência em Sumaré devido ao coronavírus. Com a medida, para evitar o desabastecimento de insumos que contribuem para evitar a disseminação da doença, o Município fica autorizado a dispensar licitação para aquisição ou locação de materiais, serviços e produtos que ajudam no tratamento ou prevenção do vírus.

O Decreto n° 10.766 também estabelece que a alimentação escolar mantida aos alunos deve ser servida em utensílios descartáveis, que poderão ser retirados pelo aluno ou responsável mediante cadastramento prévio na Secretaria de Educação. Além disso, as concessionárias de serviços públicos que atuam em Sumaré não deverão interromper o fornecimento de água, gás, eletricidade e demais serviços essenciais à população.

O documento estabelece que a concessionária responsável pelo transporte coletivo municipal deve disponibilizar quantidade de veículos suficiente para evitar a aglomeração. Também está suspenso o fornecimento de novos alvarás de autorização para eventos públicos e temporários.

“Sumaré trabalha para atender com qualidade qualquer paciente que apresente sintomas ou que necessite de auxílio. Porém, pedimos a colaboração da população, pois já temos casos confirmados nas cidades vizinhas. Desde o momento em que o coronavírus passou a ser considerado uma pandemia, organizações mundiais têm ressaltado que cada pessoa passa a ser responsável por frear as transmissões, desacelerando a disseminação. Este momento é de união e colaboração pensando sempre na saúde de todos”, explicou o prefeito Luiz Dalben.

Nossa Cidade

Sumaré recebe 50 mil das 51 mil máscaras confiscadas da fábrica da 3M pelo Governo do Estado

Publicado

em

Por

3m

O confisco de 500 mil máscaras da fábrica da 3M em Sumaré ainda não foi totalmente efetivado. Na ação de sexta-feira, dia 27/03, organizada pelo Governo do Estado de São Paulo, foram levadas 51 mil máscaras, que já foram distribuídas pelas cidades.

A cidade de Sumaré, onde fica a fábrica, recebeu um lote de 50 mil unidades. O repasse foi feito pois a prefeitura local decretou que 10% dos equipamentos relacionados ao combate do coronavirus produzidos na cidade fossem destinados à rede de saúde local.

Neste sábado foram entregues mais 183.600 máscaras ao Governo do Estado e o restante será entregue durante o mês de abril. Quando o pessoal do Governo chegou à 3M houve um impasse de quase seis horas, pois a fábrica não tinha ainda pronta a quantidade de máscaras requisitadas.

O Secretário de Segurança de Sumaré disse que a ação foi necessária pois o Estado já tinha feito a solicitação havia dois meses, porém o pedido ficou parado na empresa todo esse tempo.

A 3M reforçou que ficou surpresa com a ação, já que havia se comprometido entregar 120 mil máscaras ao longo de abril e que já tinha sido aprovada a fabricação do total de 500 mil, porém era só o governo colocar o pedido na fábrica, que reafirmou estar investindo esforços para fornecer todos os pedidos dentro da sua capacidade de produção.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Sumaré tem uma morte suspeita por Coronavírus

Publicado

em

Por

A Prefeitura de Sumaré informou em sua rede social, no final da tarde desta sexta-feira(27), que uma paciente de 41 anos que estava internada com suspeita de coronavírus veio a óbito.

De acordo com a Secretaria de Saúde de Sumaré a paciente estava em investigação e que não é possível afirmar ainda que a morte é decorrente do coronavírus. O resultado dos exames ainda é aguarda pela administração.

A paciente estava internada no Hospital Estadual e possuía algumas comorbidades, agravando qualquer outra doença.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Prefeitura de Sumaré realiza limpeza com hipoclorito de sódio em pontos estratégicos da Região do Picerno

Publicado

em

Por

A Prefeitura de Sumaré realizou nesta sexta-feira, dia 27 de março, a limpeza com hipoclorito de sódio em pontos estratégicos da Região do Picerno. Com o apoio da Secretaria Municipal de Serviços Públicos, a força-tarefa faz parte das medidas emergenciais para o enfrentamento do Covid-19 (coronavírus) e promoveu a higienização pulverizada em áreas internas e externas de Unidades de Saúde e pontos de ônibus.

A limpeza com hipoclorito de sódio também já foi realizada no Terminal Rodoviário (bancos e piso), UPA Macarenko e ambulâncias, Ambulatório de Especialidades, Velório Municipal, CIS (Centro Integrado de Saúde) Nova Veneza, Centro Administrativo (Seminário), SAMU e outras áreas de maior circulação de pessoas. O cronograma segue nos próximos dias.

“Estamos trabalhando desde janeiro para o enfrentamento do coronavírus. Todo o apoio de bloqueio social por parte dos moradores se faz necessário nesse momento. Aproveito para agradecer a sensibilização de todos que estão empenhados junto com o Poder Público para conter essa pandemia”, disse o prefeito Luiz Dalben.

Desde o início do ano, antes mesmo do primeiro caso ser confirmado no país (no dia 26 de fevereiro), a Prefeitura já estudava um plano de contingência para prevenção da doença, aprovado no dia 4 de fevereiro, quando foram decididos protocolos, entre eles, o treinamento das equipes da Secretaria de Saúde e divulgação das medidas preventivas à população.

Também como forma de tranquilizar e prestar o auxílio necessário aos moradores, por meio do Comitê de Prevenção e Enfrentamento do Coronavírus

Um canal de WhatsApp para atendimento direto à população foi implantado para orientação médica específica sobre a doença. Os três números de WhatsApp (9.8443.0412 – 9.9303.9646 – 9.9299.9493) foram disponibilizados para apoio e orientação aos munícipes, 24 horas por dia, todos os dias da semana. Os moradores enviam mensagens para os telefones e o atendimento está sendo feito por profissionais capacitados que tranquilizam e esclarecem as dúvidas da população.

A cidade não registra casos positivos da doença. De acordo com o último boletim informativo divulgado nessa última quinta-feira, 26, o município contabiliza 87 casos suspeitos em investigação e 2 já descartados.

Continue Lendo