BRK

Sumaré encerra 2021 com avanços no saneamento básico

O ano de 2021 foi de grandes conquistas para o saneamento de Sumaré. O município foi listado, pela primeira vez, no Ranking do Saneamento 2021 do Instituto Trata Brasil e ficou entre as 50 cidades brasileiras com os melhores indicadores de saneamento básico. 

O avanço foi possível graças aos investimentos realizados pela BRK, concessionária responsável pelos serviços de água e esgoto da cidade.

Em 2021 o destaque foi para as obras no sistema de captação, tratamento e distribuição de água, além da redução do índice de perdas – ambos de extrema importância para garantir o abastecimento à toda a população, ainda mais em um ano atipicamente mais seco como este último. 

Dentre as ações realizadas pela BRK está o plano de substituição de redes de água que, em 2021, fez a troca de 8 quilômetros nos bairros Maria Antônia, Centro e Jardim Dall’orto. As intervenções modernizaram as tubulações, com o uso de materiais mais avançados e duráveis.

A obra de modernização da ETA II, estação de tratamento de água no Parque Itália, também avançou e com as etapas já concluídas da obra, a empresa já conseguiu elevar o volume de água tratada de 600 l/s para 750l/s, garantindo mais água à população. 


Outro fator importante e que contribuiu, não só para o abastecimento, mas para o meio ambiente foi a redução do índice de perdas de água. De janeiro a novembro de 2020, o índice registrado foi de 36,42%, já em 2021, no mesmo período, o índice chegou a 34,64%. Na prática, com a redução do período, foram preservados mais de 459,7 milhões de litros de água, suficiente para abastecer 76.625 pessoas por um mês ou 6.298 pessoas por um ano.

O compromisso da concessionária com o município tem mudado as condições do abastecimento na cidade, garantindo água com qualidade. 

Para os próximos anos estão previstos investimentos por parte da concessionária para a universalização da coleta e do tratamento de esgoto, além da ampliação e modernização dos sistemas de captação, tratamento e distribuição de água e reduções de perdas de água.

“Os novos projetos atendem a expansão urbana e resultam na universalização, ou seja, no alcance de 100% de esgoto coletado e tratado na cidade, além da eficiência operacional do sistema de esgotamento sanitário. Além disso, acompanham o crescimento da cidade e garantem assim, o abastecimento à toda a população”, destaca Rodrigo Dias, diretor de operações da BRK. 

2021 EM NÚMEROS
•    Em 2021, todas as ETEs (Estações de Tratamento de Esgoto) de Sumaré apresentaram ao longo do ano boa eficiência, com uma média de 89% de remoção de carga orgânica – percentual superior às exigências legais. 
•    Mais de 22,2 mil atendimentos foram prestados à população, em situações de auxílio a casos de falta de água, qualidade da água, entupimentos, vistorias e orientações. 
•    Mais de 114 mil análises laboratoriais foram realizadas em 2021 em todo o sistema de distribuição de água e coleta de esgoto. Além disso, 42 atendimentos foram realizados com o Laboratório Móvel. Vale ressaltar que o serviço do Laboratório ficou suspenso de março a agosto devido à fase emergencial da COVID-19, conforme orientações do Plano São Paulo. 
•    E 230 quilômetros de redes foram limpas preventivamente buscando evitar casos de entupimentos, extravasamentos ou retornos de esgoto.