Sumaré recebe nos dias 23, 24 e 25 a “Mulher Labirinto” para campanha de conscientização do câncer de ovário

Um corpo feminino de metal de 1,60m será usado de forma lúdica para chamar a atenção da população para o tumor que atinge mais de 300.000 mulheres no mundo; Ação acontece nas feiras livres noturnas Maria Antônia e Matão e na BEM – Base de Excelência da Mulher

Uma doença silenciosa que não apresenta sintomas em suas fases iniciais. Uma doença que a cada ano atinge mais de 300.000 mulheres no mundo: o câncer de ovário. Setembro é mês da conscientização da doença, e o Grupo SOnHe – Oncologia e Hematologia, criou a “Mulher Labirinto”, um corpo feminino de metal de 1,60m, para chamar a atenção das mulheres para conhecer seu corpo e cuidar dele. Nos dias 23, 24 e 25 de setembro, ele irá passar por Sumaré.  “Será uma campanha lúdica associada a informações relevantes e de qualidade para população, em um corpo elétrico com perguntas a serem respondidas. Se a resposta estiver correta, a boneca soa um apito e virá a próxima pergunta. Vamos usar a brincadeira para passar informações sobre câncer de ovário de forma amigável, simples e de fácil entendimento e incentivar os exames e visitas de rotina ao ginecologista”, explica a oncologista Susana Ramalho, do Grupo SOnHe – Oncologia e Hematologia

No Brasil, o câncer de ovário é a sétima neoplasia maligna mais comumente diagnosticada nas mulheres. Para os anos de 2020 a 2022, o Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima que 6.650 novos casos serão diagnosticados a cada ano. Isso representa 3% de todos os cânceres detectados nas mulheres brasileiras. E foi durante a pandemia, em agosto de 2020, que a Sandra Navarro foi diagnosticada com a doença. “Eu visitava anualmente meu ginecologista, mas com a pandemia resolvi esperar um pouco por segurança. Mas não deveria! Em agosto comecei a sentir dor abdominal, a barriga começou a inchar e achei que estava intolerante a lactose. A dor persistiu e como minha mãe teve câncer de intestino busquei ajuda médica. Meu câncer já estava em estágio avançado acometendo outros lugares. Foi tudo muito rápido. Fiz cirurgia e quimioterapia. Não é fácil, mas não podemos perder a fé. Meu objetivo é a cura”, conta Sandra, que ainda está em tratamento usando medicamentos orais e fazendo seções de anticorpos.

O objetivo do Grupo SOnHe com a ação da “Mulher Labirinto” é difundir para as mulheres de Campinas e região informações verdadeiras, com fundamento científico, e responsáveis, auxiliando no diagnóstico precoce do câncer de ovário. “A grande maioria é diagnosticada em estádios mais avançados da doença. Importante lembrar que a chance de cura do câncer é maior quando a doença é diagnosticada em estádio inicial, ou seja, quando a doença ainda está localizada no órgão onde ela se inicia, sem disseminação para outros locais (metástases). Essa campanha realizada pelo Grupo é para alertar as mulheres sobre os sintomas, que podem parecer comum, mas que devem ser levados a sério”, alerta o oncologista Higor Mantovani, também integrante do Grupo SOnHe.

Os participantes terão acesso a informações por meio de vídeos com médico e um bate-papo com uma paciente, que está enfrentando a doença. Confira a agenda da “Mulher Labirinto” em Sumaré:


  • 23/09: Feira Livre Noturna Maria Antônia, Condomínio Habitacional Ângelo Tomazim, Rua 01, Praça Ângelo Tomazin, em Sumaré. Horário: das 17 às 20h
  • 24/09: Feira Livre Noturna Matão, Rua San Matin – Avenida Minasa (px a caixa d’água), em Sumaré. Horário: das 17 às 20h
  • 25/09: BEM – Base de Excelência da Mulher,  Avenida 3M, 50, Jardim, Primavera, em Sumaré. Horário: das 9 às 12h

Sobre o Grupo SOnHe

O Grupo SOnHe – Oncologia e Hematologia é formado por oncologistas e hematologistas que fazem atendimento oncológico alinhado às recentes descobertas da ciência, com tratamento integral, humanizado e multidisciplinar no Hospital Santa Tereza, Radium Instituto de Oncologia e Madre Theodora, três importantes centros de tratamento de câncer em Campinas, e na Santa Casa de Valinhos.  O Grupo oferece excelência no cuidado oncológico e na produção de conhecimento de forma ética, científica e humanitária, por meio de uma equipe inovadora e sempre comprometida com o ser humano. O SOnHe é formado por dez especialistas sendo cinco deles com doutorado e três com mestrado. Fazem parte do Grupo os oncologistas André Deeke Sasse, David Pinheiro Cunha, Vinícius Correa da Conceição, Vivian Castro Antunes de Vasconcelos, Rafael Luís, Susana Ramalho, Leonardo Roberto da Silva, Higor Montovanie Isabela de Lima Pinheiro e pelas hematologistas Sonia Iantas e Lorena Bedotti.