Vacinação contra o Sarampo imuniza mais de 800 crianças em Sumaré

A Secretaria Municipal de Saúde de Sumaré, por meio da Vigilância Epidemiológica, informa que a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo imunizou 815 crianças no Município. Nos dezesseis dias de campanha passaram pelas salas de vacina 3.327 crianças. A primeira fase – voltada às crianças de 6 meses a menores de 5 anos que ainda não tinham sido vacinadas ou que estavam com a carteirinha atrasada – encerrou na última sexta-feira (25). As doses continuam disponíveis em todas as 23 Unidades de Saúde do município, de segunda a sexta-feira.

É importante ressaltar que, como se trata de uma vacinação seletiva, as crianças que já receberam as duas doses (tríplice e tetraviral) não precisarão ser imunizadas novamente. Por isso, é de extrema importância que na dúvida os pais compareçam às unidades com a carteirinha de vacinação para avaliação e registro da vacina. “Esta campanha tinha o objetivo de imunizar as crianças que não estavam com a vacina em dia. A dose está disponível o ano todo e todas as crianças precisam estar protegidas”, comentou o prefeito Luiz Dalben.

Até o momento, foram confirmados oito casos de sarampo no município, sendo dos bairros Jardim Nova Terra, Jardim Ypês, Parque Florely, Santa Terezinha, Jardim Paulistano, Condomínio Coronel, Vila Santana e Jardim Primavera. Os moradores são crianças e têm idades de 12, 9, 6, 1, 11 e 2 anos. Todos tiveram boa evolução  e encontram-se bem de saúde. Em nenhum dos casos foi necessária hospitalização. Ao todo, a cidade registrou 86 notificações, sendo 27 negativos, e 67 aguardam resultados dos exames.

 

O SARAMPO

O vírus do sarampo circula de forma endêmica em diferentes países do mundo. As crianças vacinadas entre 6 e 11 meses de idade deverão receber a vacina SCR com um ano de idade e a vacina Tetraviral (SCR-Varicela) aos 15 meses de idade. O intervalo mínimo entre a vacina SCR aplicada em menores de um ano de idade, e a dose da vacina SCR aplicada a partir de 12 meses, deverá ser de 30 dias. Recomenda-se que as crianças nessa faixa etária, residentes ou que vão se deslocar para municípios em situação de surto, sejam vacinadas com uma dose da vacina SCR (Sarampo/Caxumba/Rubéola) 15 dias antes da viagem.

Os sintomas do Sarampo são febre alta, erupções vermelhas na pele, coriza, tosse, olhos vermelhos e lacrimejantes, conjuntivite, pequenas manchas brancas no interior da bochecha e manchas vermelhas pelo restante do corpo. O vírus pode ainda causar lesões cerebrais e outras complicações que podem levar a óbito, uma vez que não há tratamento específico para a doença.